Ultrapassar limites com limites

Vencer barreiras e superar limites aumenta a autoconfiança e estimula a sensação de prazer e bem-estar, mas é preciso fazer isso com segurança

Competidoras cruzam linha de chegada - - Foto: iStock/Getty Images

Muitas vezes confundimos superação com exagero. É comum vermos atletas extenuados, cobertos de suor e declarando que a dor faz parte do uniforme. Em parte, isso é verdade, mas sabemos que o esporte de alto rendimento muitas vezes não é saudável. Esse é um assunto complexo que não cabe discutir aqui, mas que acaba influenciando quem faz atividade física com outros objetivos, como a prevenção de doenças e a manutenção da saúde.

Durante e após a atividade física é comum sentirmos desconfortos, mas é preciso lembrar que esses desconfortos são sinais que o corpo envia, avisando que nem tudo está perfeito.

Dor de cabeça, no peito ou abdominal, tontura, desmaio, enjoo, suor profuso, tremor, frequência cardíaca muito acelerada, falta de ar e câimbras são os mais comuns e suas causas, as mais variadas.  É prudente estar atento a esses sinais, que em geral podem ser esclarecidos em uma consulta médica, mas podem eventualmente exigir maiores cuidados.

Durante a atividade física é frequente que ocorra:

Hipoglicemia