Cooperativas fortes, associados desenvolvidos – A importância da solidez no sistema cooperativista

Há mais de 113 anos, o Sicredi atua no Brasil como Instituição Financeira Cooperativa, levando mais do que soluções financeiras justas e adequadas ao mercado.

Seriam as Cooperativas capazes de transformar o mundo? É das cooperativas esta responsabilidade? Antes de respondermos a estas perguntas, precisamos visitar alguns cenários que nos ajudarão a entender o papel do cooperativismo em uma sociedade.

Quando foi pensado, o modelo cooperativo surgiu para auxiliar pessoas a saírem de uma situação de dificuldade econômica e social. Isso aconteceu em 1844, em plena revolução Industrial na Inglaterra. Dados históricos à parte, os valores do cooperativismo estariam formados desde então, mantendo suas ações focadas na democracia, liberdade, respeito às diferenças e justiça social.

Há mais de 113 anos, o Sicredi atua no Brasil como Instituição Financeira Cooperativa, levando mais do que soluções financeiras justas e adequadas ao mercado. O Sicredi, como instituição financeira, oferece produtos e serviços equivalentes aos ofertados pelos bancos. Como sistema cooperativo, valoriza o relacionamento e contribui para a qualidade de vida dos seus associados, comprometendo-se com seu desenvolvimento econômico e social. Há 113 anos estávamos prontos para surgir e crescer conforme a necessidade e comprometimento de nossos cooperados.

Alias, comprometimento é a palavra de ordem deste relacionamento, pois é o comprometimento que garante a solidez do nosso negócio. Quanto mais o associado investe, confia e trabalha com o Sicredi, mais o Sicredi investe, confia e trabalha com seu associado. Quanto mais resultado geramos, mais resultados distribuímos; e quanto mais resultados distribuímos, mais contribuímos para fortalecer nossos associados, aquecendo a economia local e, assim, possibilitando o início de novos negócios. Negócios que futuramente serão convertidos em resultados, que voltarão para os associados e assim por diante.

Esse é o ciclo do compromisso que fortalece. Quando fortalecemos as pessoas, estamos fortalecendo a comunidade onde elas vivem. Um Sicredi forte é capaz de investir em desenvolvimento de tecnologias por meio de apoio à instituições e iniciativas locais; é capaz de investir em desenvolvimento pessoal e qualificação profissional, levando palestras e treinamentos para a população; é capaz de promover o lazer e a cultura regional, pois o que é aplicado na cooperativa, fica para buscar o melhor para o seu associado.

O Sicredi é assim, investe em pessoas que querem um novo olhar para gerir a sua vida financeira. Investe nas pessoas que valorizam o relacionamento, o crescimento em conjunto e a participação nos resultados. A Cooperativa investe nas pessoas e, as pessoas, essas sim, são responsáveis e capazes de mudar o mundo.

Emerson Perosa