Seis motivos que ainda podem levar ao zero na redação do Enem

No ano passado, 84.236 pessoas ficaram com nota zero. Confira, abaixo, quatro itens que podem anular seu texto e entenda a polêmica sobre os direitos humanos.

- Foto: Reprodução

A redação é decisiva no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Quem tira nota zero fica impossibilitado de participar de programas do governo federal como Fies e Prouni; e dificilmente consegue nota para disputar vagas nas universidades pelo Sisu.

Neste ano, uma decisão provisória da Justiça Federal proíbe que seja automaticamente anulada a redação que tiver desrespeito aos direitos humanos. Entretanto, o autor também não vai conseguir tirar a nota máxima na redação. A liberdade para desrespeitar os direitos humanos sem a anulação sumária é o tema de uma ação judicial movida pela Escola Sem Partido, que conseguiu aval provisório da Justiça Federal e é alvo de críticas pelo Ministério da Educação (MEC).

No ano passado, 84.236 pessoas ficaram com nota zero. Confira, abaixo, quatro itens que podem anular seu texto e entenda a polêmica sobre os direitos humanos:

1. Fuga ao tema

Não adianta escrever bem, ter ideias organizadas e fugir do tema proposto. Ele é muito claro e precisa ser seguido, assim como a estrutura dissertativo-argumentativa cobrada no exame.

"No Enem 2016 (quando o tema foi "Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil