Trabalhadores da Seara vão receber em abril mais de R$ 1,5 milhão em participação nos lucros

A projeção é que seja injetado na economia da cidade em torno de R$ 1,5 milhão, o equivalente a 50% da folha de pagamento dos 2.200 funcionários, que hoje está em torno de R$ 3 milhões.

Na manhã desta segunda-feira (05) a gerência da empresa recebeu a equipe de reportagem do jornal eletrônico Região News, além do vereador pedetista, Waldemar Acosta. - Foto: Vanderi Tomé/Região News

No mês de abril os trabalhadores da Seara de Sidrolândia vão receber em torno de R$ 500,00, valor referente à participação anual deles no lucro da empresa. A projeção é que seja injetado na economia da cidade em torno de R$ 1,5 milhão, o equivalente a 50% da folha de pagamento dos 2.200 funcionários, que hoje está em torno de R$ 3 milhões.

O requisito para ter direito a 100% do bônus é que o funcionário ao longo de 12 meses não tenha faltas injustificadas. Quem faltar uma vez (sem apresentar atestado) receberá 65%; se tiver duas falta, o trabalhador ganhará 50%, na terceira ausência, não receberá a bonificação. O benefício é previsto no acordo coletivo firmado com o Sindicato dos Trabalhadores.

Segundo o gerente da Seara, Clóvis Guedes, a empresa também oferece cesta básica, plano de saúde e o vale-transporte que é limitado a 3% do piso salarial dos funcionários, em torno de R$ 1.110,00, quando a legislação garante o desconto de 6% sobre o efetivo vencimento do trabalhador.

Na manhã desta segunda-feira (05) a gerência da empresa recebeu a equipe de reportagem do jornal eletrônico Região News, além do vereador pedetista, Waldemar Acosta. Durante a reunião, que durou cerca de 2 horas, Clóvis Guedes apresentou os números da empresa que é a maior empregadora da cidade.

“Temos uma capacidade de produção que chega a 370 kg de carne por minuto”, revela Guedes ao enfatizar que a unidade de Sidrolândia é modelo na produção da carne de frango do País. A empresa fechou 2017 com superávit nas metas de comercialização de 1,85%. Ao todo, 81 países ao redor do mundo compram a carne produzida pela unidade.

Em sua avaliação, manter a equipe motivada e fiel as politicas coorporativas da empresa é a principal base para promover a sustentabilidade do negócio. “O SuperAgro, evento que destacou os principais polos de produção em meios aos integrados, é um bom exemplo desta politica de incentivo”, reforça.

Depois que assumiu a unidade de Sidrolândia, Clóvis Guedes, revela que já promoveu várias mudanças, entre elas, de aproximar a gerência administrativa dos funcionários que trabalham na linha de produção. “Desde a faxineira ao alto escalão da empresa. Todos são importantes na escalada do sucesso da JBS/Seara”, finaliza.

Para o vereador Waldemar Acosta, a Seara Alimentos protagonizou o grande crescimento populacional de Sidrolândia na década de 90 e com as crescentes mudanças no aumento de abate, demandando por novas frentes de trabalho, é de longe, a grande responsável por alavancar o desenvolvimento da cidade que já contabilidade mais de 54 mil habitantes.

“Muitas famílias migram para a cidade para trabalhar no frigorifico de aves, isto aquece a economia e faz com que o município se destaque no cenário estadual de desenvolvimento. Foi muito produtiva nossa vinda à empresa. Tivemos acesso a números surpreendentes que mostra o tamanho disto tudo”, comenta.