Governo eleva unidade à companhia independente e garante mais autonomia a Polícia Militar de Sidrolândia

A mudança é uma antiga reivindicação das forças políticas e empresariais da cidade, que inúmeras vezes foram em comitiva cobrar da Secretaria de Justiça e Segurança Pública.

Governo eleva unidade à companhia independente e garante mais autonomia a Polícia Militar de Sidrolândia - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Decreto publicado na edição desta quarta-feira (07) de reestruturação operacional da Polícia Militar transformou em 8ª Companhia Independente, a unidade de Sidrolândia, que ganha autonomia administrativa, deixa de ser subordinada ao 1º Batalhão de Campo Grande e passa a ser vinculada ao Comando do Policiamento Metropolitano.

A mudança é uma antiga reivindicação das forças políticas e empresariais da cidade, que inúmeras vezes foram em comitiva cobrar da Secretaria de Justiça e Segurança Pública, a alteração que abre caminho para aumentar, de forma gradativa, o efetivo de 31 para 127 policiais.

No mês passado houve uma comoção na cidade depois que o empresário Paulo Cesar Buchanelli foi assaltado e morto em frente à agência do Banco do Brasil. No último dia 23, o diretor geral da Polícia Civil, Marcelo Vargas e o comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Sérgio Monari, estiveram em Sidrolândia, quando vereadores e lideranças políticas voltaram a cobrar reforço na estrutura de policiamento.

Segundo o vereador Valdecir Carnevalli, membro do Conselho Municipal de Segurança, esta mudança de status administrativo é imposição da realidade atual de Sidrolândia. “A estrutura atual é do tempo em que a cidade tinha menos de 20 mil habitantes. Somos a sexta maior cidade do Estado em população, perto de 55 mil habitantes, ponto de passagem para a fronteira com o Paraguai e do principal polo turístico do Estado, que é Bonito”.

Na condição atual, o comando local da PM não tinha nenhuma autonomia, nem administrativa, nem operacional, dependendo do aval do 1º Batalhão de Campo Grande.