Secretário garante que só foi feito registro de preços e Prefeitura não tem obrigação de comprar as Hilux

A aquisição dependerá da conveniência e disponibilidade financeira do município que poderá comprar uma, duas ou simplesmente, nenhuma das caminhonetes, de acordo com o secretário.

Secretário de Planejamento, Administração e Finanças, Áquis Junior Soares - Foto: Marcos Tomé/Região News

A licitação, na modalidade pregão presencial, realizada no mês passado e homologada no início deste mês, foi apenas um registro de preços para aquisição de três caminhonetes, que pelas especificações descritas, é um dos modelos mais luxuosos da linha Hilux. Segundo o secretário de Planejamento, Administração e Finanças, Áquis Junior Soares, o contrato assinado com a vencedora da concorrência, Kampai Motors Ltda, não gera nenhuma obrigação da Prefeitura de comprar os veículos.

A aquisição dependerá da conveniência e disponibilidade financeira do município que poderá comprar uma, duas ou simplesmente, nenhuma das caminhonetes, de acordo com o secretário. “O registro de preços é um mecanismo que a administração pública utiliza, por exemplo, para comprar itens da merenda escolar. Se faz um registro para comprar, por exemplo, mil quilos de feijão. Ao término do ano, a Prefeitura só compra metade, porque esta quantidade atendeu as necessidades das escolas”, explica.

As caminhonetes conforme Áquis atenderá o prefeito que como hoje não dispõe de um veículo para seus deslocamentos na zona rural acaba utilizando veículos das secretarias. A Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente também precisa de uma caminhonete para os deslocamentos dos seus técnicos na zona rural, onde o acesso, muitas das vezes, só é possível com o uso de caminhonetes.