Jovem morre depois de ser atropelado por camionete; motorista estava embriagado

A Polícia Civil, com apoio de dados colhidos pela perícia técnica, investiga as circunstâncias do acidente.

Motorista da camionete foi preso em flagrante. - - Foto: O Pantaneiro

Samuel de Oliveira Macedo, de 24 anos, morreu atropelado por uma caminhonete Toyota Hilux na madrugada desta quinta-feira, na região do Bairro Serraria, em Aquidauana. O motorista do veículo, identificado como Geovani Rocha Mota, 22, foi preso em flagrante por embriaguez ao volante e confessou que estava bebendo em conveniência.

 A Polícia Civil, com apoio de dados colhidos pela perícia técnica, investiga as circunstâncias do acidente. Segundo o delegado Eder Oliveira Moras, informações apontam que a vítima teria surgido repentinamente na frente do veículo. "Foi o que testemunhas disseram, mas ainda estou ouvindo os envolvidos", explicou ele ao Correio do Estado nesta manhã.

Conforme registrado no boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada por volta das 3 horas, porque um homem teria tentado suicídio batendo a caminhonete em um poste de energia no cruzamento da Rua Joaquim Nabuco com a Quintino Bocaiúva.

No local, os policiais encontraram Geovani no mato, com um acompanhante, e viram que a caminhonete estava com amassado no lado direito. Visivelmente embriagado, o rapaz tinha dificuldades para falar, estava com olhos avermelhados, dificuldades de equilíbrio e coordenação motora, mas confessou que estava bebendo em uma conveniência.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas Samuel não resistiu e morreu no local. Testemunhas alegaram que teria sido atropelado, mas divergem sobre como os fatos se desenrolaram. Geovani recebeu voz de prisão e foi levado para a 1º Delegacia de Polícia e a caminhonete foi levada para o Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O rapaz responde pelo crime de homicídio culposo - quando não há intenção de matar - na direção de veículo automotor.