Jovem fica tetraplégico após comer um caracol

A infecção terminou em meningite eosinofílica, uma doença que na maioria das vezes tem cura sem sequelas.

O caracol tinha entrado em contato com fezes de ratos com o parasita, cientificamente conhecido como Angiostrongylus Cantonensis. - Foto: Reprodução

Em 2010, Sam Ballard completou 19 anos. Durante sua festa de aniversário, o jogador de rugby promissor foi desafiado a comer um caracol e, para a surpresa de muitos, ele acabou comendo o animal.

Após este ato "inocente", a vida do adolescente teve uma reviravolta trágica. O australiano ficou doente e foi levado pela família ao Royal North Shore Hospital, onde foi diagnosticado com uma infecção pulmonar.

Sam tinha se infectado porque o caracol entrou em contato com fezes de ratos com o parasita, cientificamente conhecido como Angiostrongylus Cantonensis.

A infecção terminou em meningite eosinofílica, uma doença que na maioria das vezes tem cura sem sequelas. Mas este não era o caso de Sam, que permaneceu em coma por 420 dias e acordou tetraplégico.

"Ele está devastado, mudou sua vida para sempre e mudou minha vida para sempre. É enorme. O impacto é enorme", declarou a mãe do jovem. Após três anos de internação, Sam saiu do hospital em uma cadeira de rodas motorizada.

Segundo o Daily Mail, seus amigos até criaram uma campanha chamada "Team Ballard" para arrecadar fundos ao colega.

Agora, aos 28, Sam se alimenta por um tubo, sofre ataques e não consegue controlar a temperatura corporal.