Sem apoio da Prefeitura, vereador anuncia fim de projeto social que atendia 300 crianças

Iniciativa conta com o apoio do deputado estadual Márcio Fernandes e atende 300 crianças.

Vereador Fá da Silva durante entrevista ao Região News - Foto: Reprodução/Região News

O projeto social Judô Nota 10 está ameaçado e deve ser suspenso, prejudicando 300 crianças que duas vezes por semana treinavam no ginásio de esportes da Escola Estadual Catarina de Abreu.

Segundo o vereador Josafá da Silva, que mesmo sendo da base aliada na Câmara, sempre apoiando os projetos do Executivo, não conseguiu sensibilizar o prefeito a manter o apoio ao projeto, o repasse de R$ 1.300,00 para o pagamento do professor que vem de Campo Grande para ministrar as aulas. “É um profissional capacitado, com pós-graduação, habilitado junto à Federação, que arca com as despesas de locomoção e alimentação”, explica. 

Diante desta postura do Executivo, de indiferença por uma causa de ampla repercussão social, Fá diz que adotará como postura parlamentar, aprovar os projetos que julgar de interesse da população.

“Estamos sendo cobrados pelos pais das crianças que estão impacientes porque estamos quase na metade do mês de março e até agora as aulas não foram retomadas. Este investimento de pouco mais de um salário mínimo por mês não poderia ser cortado”, comenta.

“O projeto tira centenas de crianças das ruas, resgata muitos deles das drogas, do crime”, revela o vereador que trabalha agora para buscar o apoio de empresários, única forma de manter o Judô Social, iniciativa que conta com o apoio do deputado estadual Márcio Fernandes. Ele contribuiu com o tatame e o quimono dos alunos. São 20 polos em todo o Estado.