Hemosul precisa urgente de três tipos de sangue em Campo Grande

O estado de urgência foi comunicado pela assistência social do Hemosul a Defesa Civil Municipal.

Unidade do Hemosul localizada na avenida Fernando Correa da Costa () - Foto: Divulgação

O Hemosul de Campo Grande precisa nesta quinta-feira (15) urgente de sangues tipo "O-", "O+" e "A+". O estado de urgência foi comunicado pela assistência social do Hemosul a Defesa Civil Municipal.

Os interessados em ajudar podem procurar o local, que fica na avenida Fernando Correa da Costa, 1304, das 7h às 17h de segunda a sexta e no sábado das 7h ao 12h.

Para doar sangue é preciso ter um documento oficial com foto, como carteira de identidade e de motorista. Caso tenha idade entre 16 e 17 anos, o doador tem que estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal, ou então pode retirar na unidade de doação um modelo de declaração, levar para mãe ou pai ou responsável legal assinar e então reconhecer firma desta assinatura.

Caso o menor de idade seja emancipado pode vir doar sozinho trazendo o documento de emancipação. Se for casado traz a certidão de casamento que já é suficiente para a liberação. Também é importante lembrar que a primeira doação somente pode ser feita até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador de sangue.

Embora a nova lei permita a doação de pessoas abaixo de 50 kg, a Rede Hemosul de Mato Grosso do Sul reserva-se o direito de aceitar apenas doadores com 55 kg ou mais, para a melhor utilização do sangue coletado e segurança do doador.

O doador precisa estar bem alimentado para doar sangue. Como muitos pensam não se pode doar sangue em jejum. É recomendado que se alimente bem, porém, de forma saudável.

Homens podem doar até quatro vezes ao ano com um intervalo mínimo de dois meses. Mulheres podem doar até três vezes ao ano com um intervalo mínimo de três meses. Após os 60 anos tanto homens como mulheres devem obedecer ao intervalo mínimo de seis meses.