João Paulo é operado com sucesso após fratura à la Anderson Silva e terá alta terça

Em 1h30 de cirurgia, volante tem dois ossos da perna reconstruídos após grave lesão, passa bem e começará fisioterapia em até três semanas. Médicos acreditam que volte a jogar ainda esse ano

João Paulo saiu de campo chorando muito - Foto: ANDRÉ MELO ANDRADE/ELEVEN/ESTADÃO CONTEÚDO

O susto foi grande, do tamanho da revolta alvinegra, mas a noite pelo menos terminou com um alívio. O Botafogo informou que a cirurgia de João Paulo, realizada na Clínica São Vicente, na Gávea, Zona Sul do Rio de Janeiro, foi um sucesso. A previsão é que o volante, que teve dois ossos da perna direita reconstruídos após grave fratura em lance com Rildo no clássico contra o Vasco, recebe alta na terça-feira e comece a fisioterapia em até três semanas.

João Paulo foi operado pela equipe médica do próprio Botafogo, chefiada pelo Dr. Christiano Cinelli e com os doutores Salvio Magalhães e Ricardo Bastos – o coordenador da fisioterapia Flávio Meirelles também esteve no hospital. A cirurgia teve uma hora e meia de duração e consistiu na colocação de uma haste intramedular na tíbia, procedimento que evita a necessidade de engessar. Na fíbula, não foi necessário o uso da haste.

Em contato com a reportagem do GloboEsporte.com no hospital, os médicos revelaram que a lesão foi muito parecida com a que o lutador de UFC Anderson Silva sofreu em dezembro de 2013, em luta contra o norte-americano Chris Weidman. A recuperação total do ex-campeão dos médios na época levou 13 meses. O DM alvinegro, porém, crê que João Paulo voltará a jogar ainda em 2018.

Também estiveram no hospital o gerente de futebol do Botafogoo, Anderson Barros, e a esposa do volante, Bruna, que está grávida de sete meses do primeiro filho do casal. Alberto Valentim também queria ir, mas foi aconselhado a ir para casa após o jogo. Pela internet, diversos jogadores do atual elenco e que já saíram publicaram mensagens mandando força a João Paulo.