P-Fies: resultados são adiados novamente pelo MEC e sairão apenas em 26 de março

Segundo a pasta, o prazo foi ampliado para que os bancos conveniados entreguem as análises de crédito à DTI do Ministério da Educação.

Resultados do P-Fies foram adiados novamente - Foto: Reprodução / TV Gazeta

Os resultados do P-Fies foram adiados pela segunda vez seguida pelo Ministério da Educação. Previstos para serem divulgados nesta sexta-feira (23), só estarão disponíveis aos candidatos no dia 26 de março, no site do programa.

É a primeira edição na qual há essa modalidade do Fundo de Financiamento Estudantil, em que o agente financeiro é um banco privado.

Segundo a pasta, o prazo foi ampliado para que os bancos conveniados entreguem as análises de crédito à Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI) do Ministério da Educação.

O mesmo argumento havia sido apresentado na sexta-feira da semana passada (16), data prevista inicialmente para a divulgação dos selecionados no programa. Na ocasião, o MEC adiou em uma semana a publicação do resultado.

Classificação

A classificação dos selecionados para tentar os empréstimos é feita de acordo com a nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e só será efetivada se houver a pré-aprovação do financiamento por pelo menos um agente financeiro operador de crédito. Caso o candidato não consiga essa confirmação do banco, perderá a vaga no P-Fies.

Neste processo de financiamento, o Ministério da Educação (MEC) não interfere - a responsabilidade é dos operadores de crédito que tenham relação com as instituições de ensino participantes. Por isso, não foi divulgado qual o percentual de juros que será cobrado nesta modalidade de financiamento.

Lista de espera

Na modalidade P-Fies, não existe lista de espera. Também não é necessário cumprir a etapa de complementação de informações pessoais no site do programa.

O que fazer se for aprovado?

Caso o candidato seja aprovado no P-Fies, deve seguir os seguintes passos:

  • Em até 5 dias úteis após o resultado, comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), que tem como função validar as informações prestadas no ato da inscrição. Cada instituição de ensino tem a sua comissão.
  • Se a comissão aprovar os documentos, o estudante deve procurar um agente financeiro a partir do 3º dia útil. Ele tem até 10 dias para realizar essa etapa.
  • Ao agente financeiro, o candidato deve apresentar toda a documentação exigida e, caso as condições do contrato sejam aprovadas, formalizará o financiamento.

Condições para participar

Vale lembrar que o selecionado precisa se enquadrar em uma faixa de rendimentos. A renda familiar bruta mensal, per capita, não deve ser inferior a um salário mínimo ou maior que cinco salários mínimos por pessoa do grupo familiar. Essa regra vale tanto para o Fies quanto para o P-Fies.

O MEC também esclarece que os bolsistas parciais do Prouni poderão participar do processo seletivo do Fies e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa.