Depois de 59 dias internado e sete cirurgias, servidor vítima de acidente volta para casa

Após quase dois meses, Mauricio perdeu 22 quilos e ainda enfrentará pelo menos quatro meses de recuperação.

Maurício Rodrigues da Silva logo após receber alta da Santa Casa em Campo Grande - Foto: Divulgação

A chave clichê das pessoas que estiverem no limiar da morte e consegue sobreviver, se aplica muito bem ao servidor público Maurício Rodrigues da Silva, 42 anos. Ele literalmente nasceu de novo e neste domingo voltou para casa após 59 dias internados na Santa Casa. Lá ele chegou na madrugada do último dia 28 de janeiro, desacordado, após sofrer um acidente na rotatória da Avenida Dorvalino dos Santos, em frente do Posto Pé de Cedro.

Ele descia com sua Biz, quando foi atingido pela caminhonete S-10, cujo motorista, Servilio de Souza Júnior, avançou a preferencial da rotatória e acabou arremessando-o longe com o impacto da batida.

Após quase dois meses, Mauricio perdeu 22 quilos e ainda enfrentará pelo menos quatro meses de recuperação, incluindo duas viagens semanais a Campo Grande, para fazer curativo nas duas cirurgias plásticas que teve de fazer na perna esquerda, com fratura exposta na altura da canela. Fraturou também a bacia e sofreu luxação num dos ombros.

Mauricio diz que teve alguns minutos de consciência logo após o acidente, perdeu os sentidos e só foi acordado quando já estava sendo atendido na Santa Casa. Um dos seus amigos, o servidor Francisco Gaúna, ao vê-lo no chão imóvel, não acreditou que conseguiria sobreviver. “O Chicão não quis nem se aproximar, achou que eu tivesse morrido”, relata.

O motorista da caminhonete que o atropelou, tentou se eximir da culpa, alegando que não tinha visto Mauricio, daí ter avançado a rotatória. Até agora, de acordo com o servidor, não custeou os estragos da sua motocicleta, nem lhe prestou qualquer assistência. Como não tem plano de saúde, todo o seu atendimento está sendo pelo SUS.

O acidente foi por volta das 23h25 do dia 27 de janeiro. Maurício calibrou os pneus de sua moto Biz de placa OOQ-9562 de Sidrolândia no Posto Pé de Cedro, pegou a Rua Ponta Porã e ao fazer a rotatória na Avenida Dorvalino dos Santos, uma caminhonete GM-S10, placa IYZ-2003 de Terenos, conduzida por Servilio de Souza Júnior, invadiu a rotatória colidindo violentamente contra a moto.

Com o impacto, a motocicleta foi lançada a vários metros e o motociclista sofreu várias escoriações pelo corpo além de apresentar fratura exposta na perna esquerda.