Governador deve anunciar nos próximos dias vagas do concurso para professores

A REE possui cerca de 15,5 mil professores, sendo 6.500 convocados e 9 mil efetivos, e 252.653 estudantes.

Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja durante entrevista - Foto: Chico Ribeiro

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, pretende anunciar com a Federação dos Trabalhadores em Educação (Fetems), na próxima semana, o número de vagas e os detalhes do concurso para professores da Rede Estadual de Ensino (REE).

Ele aguarda um estudo técnico sobre o assunto. “Estamos conversando com a Fetems para definir o número de vagas. Está diminuindo o número de alunos. Temos que ter cautela”, disse, nesta terça-feira (27.3), em entrevista ao Grupo Feitosa de Comunicação. 

A REE possui cerca de 15,5 mil professores, sendo 6.500 convocados e 9 mil efetivos, e 252.653 estudantes.

Reinaldo Azambuja autorizou ainda a realização de concursos públicos de provas e títulos da Polícia Civil para os cargos de peritos criminal, médico legista, papiloscopia e para o de agente de polícia científica.

Ele afirmou também que está pronto o edital do concurso para contratação de 450 policiais e 200 bombeiros militares e voltou a cobrar do Governo Federal uma atuação efetiva e permanente para blindar as fronteiras do Brasil à entrada de drogas e armas.

“Fronteira é responsabilidade da União, do Governo Federal. Hoje quem faz a segurança da fronteira em Mato Grosso do Sul é o DOF [Departamento de Operações de Fronteira] e a Polícia Rodoviária Estadual. O Brasil não tem uma política de proteção às fronteiras”.

O governador afirmou que o País precisa menos de palanque e mais de ação. Mesmo sem Mato Grosso do Sul ser um produtor de drogas e sem contar com as presenças das forças de segurança do Governo Federal, as apreensões de drogas no Estado aumentam ano a ano. Em 2017, o DOF apreendeu 427 toneladas de entorpecentes – quase o dobro do apreendido em 2015, quando foram 227 toneladas.

Isso é resultado dos investimentos do programa MS Mais Seguro, do Governo do Estado, que já aplicou mais de R$ 115 milhões em viaturas, armamentos, munições, equipamentos de proteção pessoal, convocação de efetivo e reestruturação da segurança pública em todas as cidades.

Lançado em julho de 2016, o pacote de investimentos entregou a maior frota de viaturas já destinada às forças policiais do Estado. Nenhum município do Estado ficou sem receber veículo.