Paranaenses são presos pescando com redes no Parque do Ivinhema

Com eles foram apreendidos um barco, um motor de popa com tanque, doze redes de pesca, medindo 600 metros e um espinhel e 14 quilos de pescado.

Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.140,00 cada um - Foto: Reprodução

Policiais Militares Ambientais do Grupamento do Parque Estadual das Várzeas do Rio Ivinhema, que trabalham na Operação Semana Santa, realizavam fiscalização fluvial na área do Parque, no município de Jateí e Naviraí,quando prenderam dois pescadores praticando pesca predatória no local.

Os infratores, residentes em Porto Rico, no Paraná, estavam pescando no rio Ivinhema, no município de Jateí, dentro da área do Parque (local proibido para a pesca), utilizavam espinheis e redes de pesca (petrechos proibidos) e ainda haviam capturado pescado abaixo da medida permitida.

Com eles foram apreendidos um barco, um motor de popa com tanque, doze redes de pesca, medindo 600 metros e um espinhel e 14 quilos de pescado.

Os infratores, de 35 e 64 anos foram presos e conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Jateí, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.140,00 cada um.

A equipe ainda desmontou dois acampamentos de pesca instalados dentro da área do Parque e apreendeu barracas, 20 redes, medindo 1.000 metros, 31 anzóis de galho e dois espinheis. Os infratores não foram localizados.