Movimento em rodovias deve aumentar até três vezes na volta do feriado

O horário de pico, segundo a assessoria, será entre às 16h e 22h. Neste período está restrito o tráfego de veículos longos nas rodovias.

Viatura da PRF durante fiscalização em rodovia federal de MS - Foto: Adilson Domingos

Na volta do feridão prolongado de páscoa, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) espera movimento até três vezes maior do que um domingo comum nas estradas federais que passam por Mato Grosso do Sul. O horário de pico, segundo a assessoria, será entre às 16h e 22h.

Neste período está restrito o tráfego de veículos longos nas rodovias. Além disso, devido as chuvas que atingem o Estado, o órgão orienta os motoristas a manter uma distância segura do veículo à frente, uso dos faróis e se a chuva estiver muito forte a principal orientação é a de parar o veículo fora da rodovia. Contudo, o motorista não deve usar o acostamento para estacionar, já que a visibilidade na estrada estará prejudicada e outro condutor pode provocar um acidente.

Balanço parcial - A operação teve início na quinta-feira e será encerrada amanhã (2). Até a tarde deste domingo (1º) foram registrados oito acidentes, com sete feridos e uma morte nas rodovias federais que passam pelo Estado. A morte registrada foi a de um ciclista, no anel viário de Campo Grande ontem (31).

Operação - Durante o feriado. nas estradas federais, as fiscalizações foram intensificadas. Participam da mobilização cerca de 400 policiais, que atuam nos 3.670 quilômetros de rodovias, com 40 viaturas, 22 bafômetros e 12 radares.

Ultrapassagens indevidas, excesso de velocidade e falta dos equipamentos de segurança como capacete, cinto de segurança e uso da cadeirinha serão, conforme a corporação, as principais infrações fiscalizadas, ocorrendo em paralelo atividades educativas com condutores.