Em cerimônia no Planalto, Temer dá posse a novos ministros dos Transportes e da Saúde

Gilberto Occhi deixou a presidência da Caixa e assumiu o Ministério da Saúde. Valter Casimiro Silveira vai comandar o Ministério dos Transportes no lugar de Maurício Quintella.

- Foto: Reprodução/G1

m cerimônia no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (2), o presidente Michel Temer deu posse aos novos ministros dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira, e da Saúde, Gilberto Occhi.

Também tomou posse, na mesma solenidade, o novo presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson Antônio de Souza, que era vice-presidente de Habitação do banco. Ele substitui Occhi, que na cota de indicados do PP, foi deslocado do comando da Caixa para o Ministério da Saúde.

Occhi e Valter Casimiro assumem as pastas em razão da reforma ministerial forçada pelas eleições de outubro. Por lei, ministros que queiram se candidatar precisam deixar os cargos seis meses antes da eleição, prazo que neste ano termina no próximo sábado, 7 de abril.

Outras mudanças no primeiro escalão do governo serão efetivadas durante a semana. Já está acertada a saída de Dyogo Oliveira do Planejamento. O secretário-executivo Esteves Pedro Colnago Junior comandará a pasta.

Dyogo, por sua vez, assumirá a presidência do BNDES, no lugar de Paulo Rabello de Castro, cotado para disputar a Presidência da República pelo PSC. Ainda na equipe econômica, há a expectativa sobre a saída de Henrique Meirelles da Fazenda, que vai se filiar ao MDB.

Operação Skala

A cerimônia no Planalto e as negociações para o restante da reforma ministerial ocorrem em meio ao impacto provocado pelas prisões de amigos do presidente Michel Temer durante o feriado de Páscoa, na Operação Skala.

Na quinta-feira (29), a Polícia Federal prendeu o advogado José Yunes, ex-assessor especial da Presidência, e João Baptista Lima Filho, coronel aposentado da Polícia Militar de São Paulo. Eles foram soltos no sábado (31), por decisão judicial.

A Operação Skala foi autorizada pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do inquérito que investiga se Temer, por meio de decreto, beneficiou empresas do setor portuário em troca de suposto recebimento de propina. O presidente nega qualquer irregularidade no decreto.

Os novos ministros

Gilberto Occhi tomou posse como ministro da Saúde no lugar de Ricardo Barros (PP-PR), que retoma o mandato de deputado federal e pretende disputar a reeleição em outubro. É a terceira vez que Occhi se torna ministro.

Servidor de carreira da Caixa, admitido na instituição financeira em 1980, ele ocupou o cargo de ministro da Integração Nacional, entre janeiro de 2015 e abril de 2016, e de ministro das Cidades, entre março e dezembro de 2014. As duas nomeações ocorreram no governo de Dilma Rousseff.

Já Valter Casimiro Silveira assume a pasta dos Transportes na vaga de Maurício Quintella (PR-AL), que volta à Câmara dos Deputados e planeja se candidatar ao Senado. Valter Casimiro era diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Novo presidente da Caixa, Nelson Antônio de Souza iniciou carreira na instituição em 1979. Foi diretor-executivo de Gestão de Pessoas, chefe de gabinete da Presidência e superintendente nacional da Região Nordeste e do FGTS. Em 2014, assumiu a Presidência do Banco do Nordeste e em agosto de 2015 tomou posse como vice-presidente do Habitação da Caixa.