Carille esboça time com três mudanças para Derby decisivo

A primeira e mais lógica foi a entrada de Romero na vaga de Clayson, suspenso por causa do cartão vermelho.

Jadson jé uma das novidades do treinador - Foto: Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

O técnico Fábio Carille fez o primeiro esboço de time para o Derby do domingo, às 16h (de Brasília), no Allianz Parque, decisão do Campeonato Paulista. Preocupado em achar uma equipe capaz de ganhar o embate frente ao Palmeiras, já que precisa ao menos de uma vitória simples para levar a decisão para os pênaltis, o treinador escalou uma formação com três mudanças em relação à que foi derrotada no jogo de ida, em Itaquera.

A primeira e mais lógica foi a entrada de Romero na vaga de Clayson, suspenso por causa do cartão vermelho levado ainda no primeiro tempo do embate na Arena. O paraguaio, no entanto, fará o corredor pelo lado direito do ataque, mandando Mateus Vital para o lado esquerdo, comumente ocupado por Clayson.

No meio-campo, Jadson retorna à titularidade na vaga ocupada por Emerson Sheik nos últimos jogos, emulando o esquema utilizado justamente no Derby da fase de classificação do Paulista, quando o camisa 10 posicionou-se ao lado de Rodriguinho, sem jogadores de referência à frente.

A última e menos esperada mudança é a colocação do volante Ralf na vaga de Gabriel, elogiado por sua atuação no sábado passado, mas que, pela segunda vez no mata-mata do Paulista, dará lugar ao concorrente mais experiente. Dono de seis títulos com a camisa alvinegra, o camisa 15 deixa o meio-campo alvinegro mais experiente.

Dessa foram, a escalação teria Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf e Maycon; Romero, Jadson, Rodriguinho e Mateus Vital. Em trabalho fechado para a imprensa, os 11 treinaram bolas paradas, voltando a receber a atenção dos jornalistas para um treino técnico, logo na sequência.

Focada mais em posicionamento, a atividade contou com um time suplente formado por Caíque (Walter); Mantuan, Léo Santos, Pedro Henrique e Capixaba; Gabriel, Renê Júnior, Pedrinho e Lucca; Emerson Sheik e Júnior Dutra (Marquinhos Gabriel), sendo observada de perto por um falante Fábio Carille.

O treinador, por sinal, dificilmente faz mistério ou muda a escalação durante a semana, um forte indicativo de que esse realmente será o time para o embate no Allianz. Até lá, no entanto, o comandante ainda terá mais três treinamentos antes de decidir sobre os 11 iniciais que encaram o Verdão.

Depois de perder a primeira partida por 1 a 0 para o arquirrival, o Timão agora precisa vencer por no mínimo dois gols de diferença para levar o título no tempo normal. Um triunfo pela diferença mínima levaria a decisão para os pênaltis, enquanto qualquer outro resultado deixa a taça no Allianz.