Campeão do Gauchão, Renato confirma permanência no Grêmio e diz 'não' ao Fla

Após título conquistado em Pelotas, treinador anunciou que permanece no Tricolor gaúcho e agradece ao convite do Rubro-Negro:

- Foto: Eduardo Moura / GloboEsporte.com

O técnico Renato Portaluppi confirmou a expectativa dos gremistas e anunciou, após o título gaúcho obtido sobre o Brasil de Pelotas, que seguirá no comando do Tricolor para o restante da temporada. Com isso, acabam-se as especulações de uma possível mudança para o Rio de Janeiro: o Flamengo acenou com a contratação do treinador nos últimos dias.

A confirmação veio por meio de pronunciamento oficial. Renato agradeceu ao convite do clube carioca, mas confirmou a permanência.

"Meu grupo está de parabéns. Nossa torcida está de parabéns. Meu grupo deu a volta por cima, é f*. Pelo carinho da torcida, eu ficarei. Agradeço muito ao convite, todos sabem o meu sonho de treinar o Flamengo. Quem sabe no futuro, mas eu ficarei – afirmou" (Renato)

Presidente do Grêmio, Romildo Bolzan elogiou o trabalho de Renato no Grêmio. E considera a permanência do treinador como fundamental para os projetos do clube até o final da temporada – quando encerra o vínculo do treinador junto ao Tricolor.

– O Renato ficará. É um dos tops do futebol mundial. Chegou ao ápice do entendimento, compreendeu todo o processo. De fato, recebeu uma proposta do Flamengo e avaliou. Mas no dia de hoje, ao meio-dia, falou que ficará no Grêmio. O Renato é uma peça fundamental, importante e necessária para buscar mais títulos – destaca Romildo.

Após a vitória por 3 a 0 sobre o Brasil, o comandante reuniu o grupo inteiro no gramado do Bento Freitas. No campo, os atletas se abraçaram e agradeceram pelo título, enquanto torcedores berravam “fica Renato”, nas arquibancadas. Na entrevista coletiva, veio à confirmação.

Depois da partida contra o Monagas, no meio de semana, Renato deixou em aberto a possibilidade de aceitar um possível convite flamenguista - clube pela qual foi campeão, como jogador, da Copa União em 1987, da Taça Guanabara em 1988 e da Copa do Brasil de 1990. Após a vitória de 4 a 0 sobre os venezuelanos, o técnico afirmou que falaria do interesse rubro-negro apenas após a decisão do Gauchão.

Esta é a terceira passagem de Portaluppi no comando do Grêmio, e de longe a mais vitoriosa. Em um ano e meio na casamata da Arena, o técnico já havia conquistado a Copa do Brasil de 2016, acabando com um longo jejum de grandes títulos do clube, a Libertadores de 2017, vencida em cima do Lanús, na Argentina, e ainda a Recopa Sul-Americana, em dois confrontos com o Independiente no começo deste ano. Agora, soma o título gaúcho, que fica com o Grêmio pela primeira vez desde 2010, ao seu currículo.