Palmeiras mantém silêncio e isola elenco após polêmicas com a FPF

Verdão não mandou representantes para a festa do Paulistão; time enfrenta o Boca na quarta-feira

Treino do Palmeiras será fechado nesta terça-feira - Foto: Tossiro Neto

programação do Palmeiras para a partida contra o Boca Juniors, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), pela Taça Libertadores, será marcada pelo silêncio.

Depois de fechar a atividade da última segunda-feira, na reapresentação do elenco após a derrota contra o Corinthians na final do Paulistão, o elenco alviverde volta a campo nesta terça-feira, na Academia de Futebol, novamente com portões fechados.

Após as polêmicas com o trio de arbitragem no Dérbi – Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza voltou atrás depois de marcar penalidade em Dudu, no segundo tempo do clássico –, o Verdão decidiu não mandar representantes para a festa do Paulistão em forma de protesto.

Nesta segunda-feira, o clube emitiu nota oficial em que rompe com a FPF e pede providências a respeito da arbitragem.

Em evento realizado na noite da última segunda-feira, oito atletas alviverdes (Jailson, Marcos Rocha, Antônio Carlos, Victor Luis, Felipe Melo, Lucas Lima, Dudu e Borja) mais o técnico Roger Machado foram eleitos para a seleção do torneio, mas nenhum participou da cerimônia de premiação. Jailson ainda foi eleito craque da competição.

Todos estarão em campo nesta terça-feira, na Academia de Futebol, no último treino da preparação alviverde para o duelo contra os argentinos, válido pela terceira rodada do Grupo 8 da Libertadores. Por determinação da direção palmeirense, nenhum atleta foi liberado para entrevista nos dois dias. No domingo, nem mesmo o treinador deu a tradicional coletiva após a partida.

A tática do Verdão é uma tentativa de blindar o elenco e dar tranquilidade para Roger Machado trabalhar a equipe antes de uma partida importante pela competição internacional, ao mesmo tempo que os dirigentes estudam o que fazer sobre a polêmica arbitragem da final do Paulistão.

Uma representação no Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo foi discutida internamente, mesmo com a possibilidade de não ter efeito no resultado do clássico. A intenção é repudiar o que ocorreu na final e ter um posicionamento político mais forte contra a Federação.

Time na quarta-feira

A tendência é um Palmeiras sem desfalques para enfrentar o Boca. Após cumprir suspensão automática contra o Corinthians, Felipe Melo está novamente à disposição da comissão técnica alviverde.

Os palmeirenses lideram o Grupo 8 da Libertadores com seis pontos, dois de vantagem em relação aos argentinos do Boca Juniors. Completam a chave o Alianza Lima, do Peru, com um ponto, e os colombianos do Junior de Barranquilla, que ainda não pontuaram.