Prefeito vistoria obra no hospital que está quase 50% concluída

Quando esta ampliação estiver pronta, a área construída do hospital vai aumentar 38,45%, se aproximando dos 2 mil metros quadrados.

Prefeito vistoriando obras da ampliação do hospital com Ademir Camilo, presidente da entidade - Foto: Marcos Tomé/Região News

Acompanhado do presidente da entidade mantenedora do hospital, Ademir Camilo, o prefeito Marcelo Ascoli vistoriou na manhã desta terça-feira (10) as obras de ampliação do Hospital Elmiria Silvério Barbosa, que ganhará mais 538 metros quadrados de área construída.

Quando esta ampliação estiver pronta, a área construída do hospital vai aumentar 38,45%, se aproximando dos 2 mil metros quadrados. Hoje tem 1.400 metros (330 do centro de parto normal em funcionamento desde março) com 50 leitos.

A reforma e ampliação do hospital, começou a ser viabilizada em 2013, a partir da articulação do ex-vereador Marcos Roberto. Na época Marcão e os até então vereadores Jurandir Cândido, David Olindo e Maurício Anache, assumiram o compromisso de apoiar sua reeleição em 2014, desde que o parlamentar destinasse uma emenda de R$ 1,5 milhão para o hospital. Resende se reelegeu, apresentou uma emenda parlamentar no orçamento de 2015, repassado em agosto de 2016.

No final de 2016, ainda como presidente da Agraer, o deputado Enelvo Felini intercedeu junto ao Governador Reinaldo Azambuja para garantir a contrapartida estadual de R$ 272.030,20, que dias antes tinha sido cancelada pelo então secretário Nelson Tavares. Sem este aporte, a obra estaria inviabilizada já que os recursos foram garantidos pelo Estado.

Em dezembro daquele ano chegou a ser lançada a pedra fundamental das obras que acabaram não começando de imediato. A empreiteira que venceu a primeira licitação, Marko Engenharia, exigiu do hospital a mudança da caixa d'água localizada no meio do terreno onde o anexo seria construído, sob o argumento que o serviço não estava na sua planilha de custos.

O impasse se arrastou até abril, quando a empresa desistiu do contrato. Foi aberta uma nova licitação e em junho foi homologado o certame do qual saiu vencedora Santa Engenharia e Indústria Limitada.