Polícia Militar realiza formatura de 39 policiais do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais

O CAO é um curso destinado a capitães, sendo pré-requisito para habilitação à ascensão ao oficialato superior.

Formatura do Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais PM - - Foto: Chico Ribeiro

Foi realizada nesta sexta-feira (13.4), a formatura do curso de pós-graduação “lato-sensu” em Ciências Policiais e Gestão em Segurança Pública, com equivalência ao Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAO). Ao todo foram formados 39 capitães, sendo 29 da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), três da Polícia Militar do Paraná e sete do Corpo de Bombeiros Militar do Estado. O evento ocorreu no plenário do Tribunal de Contas (TCE), em Campo Grande.

O CAO é um curso destinado a capitães, sendo considerado pré-requisito para habilitação à ascensão ao oficialato superior, promoção a major e, posteriormente, a tenente-coronel, aperfeiçoando o oficial também para o exercício das funções de estado-maior e ao planejamento das missões legais atribuídas à corporação.

O governador do Estado, Reinaldo Azambuja, foi breve em seu pronunciamento, ressaltando as dificuldades vencidas ao longo de sua gestão que foram superadas sem que a segurança pública fosse comprometida. “Hoje MS é um dos cinco estados mais seguros do Brasil, sendo detentor de um dos melhores índices de criminalidade, graças ao esforço da nossa tropa que, a partir de agora, entra na carreira sabendo que os avanços chegarão no tempo certo”, destacou.

Em sua fala o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Vidieira, que também foi homenageado pela turma de formandos, parabenizou os capitães que estão habilitados para ocupar um novo posto na carreira de oficial da PM, com objetivo de contribuir com a segurança pública do Estado.

“A conclusão deste curso marca o início de uma nova missão desses homens e mulheres, durante o momento em que a segurança é uma dos temas mais discutidos do Brasil. Atualmente, Mato Grosso do Sul tem os melhores índices de resolução de homicídios e está entre os estados que mais apreende drogas, isso demonstra que as suas policias prestam um serviço relevante não só para a população sul-mato-grossense, mas também para todo povo brasileiro”, pontuou.

O comandante-geral da PMMS, coronel Waldir Ribeiro Acosta, destacou que entre março e abril foram realizadas dez formaturas, o que significa que o Governo do Estado está colocando em dia as promoções da categoria.  “Para que pudéssemos chegar até aqui foi realizado um planejamento, que foi aprovado pelo nosso governador Reinaldo Azambuja, entre eles o do concurso para o ingresso na instituição que a partir de agora ao logo de 12 anos nós teremos 500 policiais ingressando anualmente na carreira, com intuito de colocar em dia o número de efetivo, enfatizou o coronel Waldir.

Os três primeiros colocados do curso CAO que receberam seus respectivos certificados foram: 1ª colocada capitã Kátia Souza Santos, 2ª colocada capitã Jucilene Sales da Silva Matos e 3º colocado capitão Rodolfo Kredens Silva. Realizado em parceria com a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), o curso teve início em novembro de 2016 e concluído em março de 2018, com duração de 360 horas/aulas.

Também participaram da solenidade o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Joilson Alves do Amaral; representando o comandante-geral da PMPR, o coronel Mauro Celso Monteiro; diretor de Ensino e Pesquisa da Polícia Militar do Paraná, o chefe do Estado-Maior-Geral da PMMS, coronel Paulo Rogério de Carvalho; o comandante da Academia da PMMS, coronel Cláudio Roberto Monteiro Ayres; o secretário executivo da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems), André Mazini, representando o reitor da Uems, Fábio Edir dos Santos Costa; entre outras autoridades civis e militares.