Reinaldo anuncia recapeamento de trecho da MS-162 até o Serrote

Este é o trecho mais crítico da rodovia, onde os sucessivos tapa-buracos transformaram a pista numa sucessão de “calombos”.

Governador Reinaldo Azambuja durante encontro de filiados do PSDB em Sidrolândia - Fotos: Marcos Tomé/Região News

O Governo do Estado que já está duplicando o trecho de um quilômetro da MS-162, entre a rotatória da BR-060 e o complexo de armazenagem da Lar Cooperativa Agroindustrial, vai recapear mais 10 quilômetros da rodovia, até a ponte sobre o Córrego Serrote.

Este é o trecho mais crítico da rodovia, onde os sucessivos tapa-buracos transformaram a pista numa sucessão de “calombos”. A estrada tem grande movimento, além de ser principal ligação rodoviária entre Campo Grande e Maracaju, absorve o fluxo de quem vai para Dourados e Ponta Porã, principalmente, fugindo do pedágio da BR-163 (a outra opção rodoviária de acesso à região sul). Como também é uma importante via de escoamento da produção agrícola, no período de plantio e colheita, é passagem obrigatória de muitas carretas.

A obra foi anunciada pelo governador Reinaldo Azambuja, que esteve em Sidrolândia, onde participou do encontro de filiados do PSDB realizado no CTG Campos do Vacaria. Reinaldo, que semanalmente passa pela rodovia, nos seus deslocamentos de Campo Grande para Maracaju, reconheceu que vem sendo cobrado por produtores e até por seus familiares, que reclamam do asfalto precário da MS-162.

Na semana passada, foram reiniciadas as obras de duplicação do trecho de um quilômetro da MS-162, entre a rotatória da BR-060 e o complexo de armazenagem Lar Cooperativa Agroindustrial.

A obra começou em novembro do ano passado, foi interrompida porque se constatou a necessidade de avançar 25 metros das propriedades que margeiam a rodovia, para ficarem como faixa de domínio. Foi necessário convencer seis proprietários a doar as áreas já que o Governo alegou não ter recursos para custear as desapropriações.

Capão Seco

O ex-secretário de Infraestrutura, Marcelo Migliori, que também participou do evento político no CTG, garantiu a conclusão do asfalto da MS-258 em setembro. A obra se arrasta desde 2016 e até agora só 10 quilômetros dos 27,8 km estão concluídos. O ex-secretário reconhece o atraso do cronograma, mas garante que a obra entrou num ritmo acelerado, com a terceirização da terraplanagem para outra empresa.