Prefeitura inicia em maio reforma da escola Porfiria que vai custar R$ 1 milhão

A obra orçada em quase R$ 1 milhão, será custeada com recursos da compensação urbanística instituída em nova lei.

Prefeito Marcelo Ascoli apresenta o projeto na quadra da escola. - Foto: Rafael Brites/Assessoria de Imprensa

Dentro de pouco mais de um mês, dia 20 de maio, a Prefeitura de Sidrolândia inicia a primeira etapa das obras de reforma da Escola Municipal Porfiria Lopes Nascimento. A obra orçada em quase R$ 1 milhão, será custeada com recursos da compensação urbanística instituída na nova lei de uso e ocupação do solo, pela primeira vez está exigida dos empreendedores.

A Portal Imobiliária, que colocará a venda 900 terrenos do Loteamento Vival dos Ipês, custeará a execução de 720 metros quadrados da reforma e ampliação do prédio, enquanto a Financial ficará responsável pelas obras de mais 274,4 metros quadrados, somando 994,40 metros. A Prefeitura entrará com R$ 100 mil de contrapartida.

De acordo com o artigo 58 da Lei Complementar 122 de 17 de novembro de 2017, a lei de Uso e Ocupação do Solo Urbano, “o empreendedor deve construir ou reformar equipamentos comunitários e/ou prédios públicos proporcionalmente ao número de unidades do empreendimento”. No caso da educação, para cada lote vendido, o empreendedor tem que custear 0,80 metro quadrado.

Segundo o prefeito Marcelo Ascoli, a obra será executada em etapas e com isto, os alunos não precisarão ser transferidos para o antigo prédio do Sidrônio Antunes de Andrade (em frente da Prefeitura) enquanto a obra estiver em andamento. Algumas salas vão ser improvisadas no salão paroquial existente nos fundos da escola.

O projeto

No sábado o projeto foi mostrado aos professores, funcionários, pais e alunos da escola, que o assistiram tanto com a animação em 3D quanto em banners e folders. A escola, inaugurada em março de 1980, recebeu a última ampliação do espaço físico em 2007 quando foram construídas três salas de aula.

A escola ocupa um terreno de 3.400 m² e com as obras passará a ter 2.054,35 m² de área construída. Serão reformadas as instalações hidráulicas; elétricas e o telhado.

Será construído um novo hall de entrada, com sala da diretoria, sala de professores, secretaria, lavabos masculino e feminino. Serão construídas mais duas salas de aula na escola que passará a ter 15 salas.

Conforme o projeto arquitetônico, a reforma total permitirá adequação de sala de informática, sanitários adaptados para portadores de necessidades especiais, sala de material esportivo, salas de reforço, cozinha ampliada para melhor preparo e manipulação dos alimentos, área de serviço, despensa, bicicletário.

A revitalização do prédio contemplará área de estacionamento para funcionários, melhorias na quadra de esportes. Outra novidade estará no saguão de múltiplo uso que receberá uma nova cobertura de Shed que propiciará ventilação natural cruzada amenizando o problema de arejamento no local. A frente da escola terá gradil em toda a extensão da fachada para dar mais leveza visual.