'Se a Alfa instalar UPL, Sidrolândia terá 70 mil habitantes em 2028', prevê secretário

Para Nilo, caso Alfa decida investir na cidade, cidade se tornará polo de desenvolvimento econômico e geração de emprego.

Secretário de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Sidrolândia, Nilo Cervo. - Marcos Tomé/Região News

O secretário de Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos da Prefeitura Municipal de Sidrolândia, Nilo Cervo, fez uma analise bastante otimista durante ato que marcou a entrega da carte de interesse pela Unidade de Produção de Leitão (UPL) da Cooperativa Agroindustrial Alfa, na tarde desta quarta-feira (28).

“Escrevam aí! Teremos mais de 70 mil habitantes em 2028, daqui a 10 anos. Foi assim com a chegada da Agroeliane em 1993 quando o município saiu de uma população de quase 10 mil habitantes, para 42 mil registrados em 2010. Ou seja, em 17 anos após a chegada do frigorifico, a cidade triplicou seu tamanho em números populacionais”, explica.

Para Nilo Cervo, caso os cooperados da Alfa decidam investir na cidade abrindo frente a uma nova atividade econômica, a suinocultura, Sidrolândia se tornará polo de desenvolvimento econômico impulsionado pela geração de emprego e renda. “A industrialização tem o poder de atrair novos investimentos”, ressalta.

Durante seu pronunciamento, o secretário que já ocupou cargos impotentes, como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e foi vereador, parabenizou a união de esforços entre ruralistas, empresários e poder público para tornar realidade à instalação desta unidade, orçamenta inicialmente em R$ 200 milhões.