Filhos vão gastar 23,27% a mais com presente das mães e preço médio será de R$ 137, diz Fecomércio

Preferência de presente continua sendo roupas, sapatos, bolsas e acessórios. A data deve movimentar em MS cerca de R$ 202,69 milhões.

- Foto: ANTONIO PAZ/JC

A pesquisa da Federação do Comércio dos Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS) sobre a intenção de compras e comemorações para o Dia das Mães aponta que os filhos pretendem gastar 23,27% a mais neste ano, o que deve movimentar cerca de R$ 202,69 milhões. O preço médio dos presentes será de R$ 137,88.

De acordo com o levantamento, a preferência de presentes continua sendo roupas (25,39%), calçados (13,25%), bolsas e acessórios (10,83%). A pesquisa ainda mostra que a maioria das compras deve ser feitas em lojas do Centro (55,83%) e o pagamento em dinheiro (71,78%).

O gerente Jeferson Dourado, de uma loja de calçados e acessórios, disse que o movimento começou a três semanas da data comemorativa. A expectativa de vendas é positiva para este ano.

“Em relação ao ano passado, nós estamos com expectativa de vendas até de crescimento de 3 a 5%”, disse o gerente.

Além do valor mais alto dos presentes, o Dia das Mães também deve movimentar restaurantes e supermercados. Segundo a pesquisa, os gastos com as comemorações para comprar refeições e bebidas devem aumentar 15,70% em relação ao ano passado e movimentar R$ 97,28 milhões.

“A gente ainda tem o desemprego, mas a gente tem isso crescendo bem menor do que foi em 2016. Esses apsectos trazem um pouquinho mais de confiança para o consumidor”, afirmou a economista da Fecomércio Daniela Teixeira.

A pesquisa foi realizada em 15 municípios do estado, entre os dias 09 e 19 de abril. Foram ouvidas 2.509 pessoas. Considerando nível de confiança de 95% e margem de erro que varia de 5% a 8%. Neste ano, foram entrevistados consumidores de Bonito e Coxim. Confira a pesquisa na íntegra clicando aqui.