Grupo quer ampliar debate sobre indicação do presidente da Fundação Indígena

Diante das posições antagônicas, o prefeito resolveu ampliar o debate para que as comunidades cheguem a um consenso.

Grupo ligado à Josimar Clementino, interveio na manhã de hoje durante reunião no Paço Municipal - Foto: Vanderi Tomé/Região News

Diante da reação de lideranças indígenas ligadas ao vereador Otacir Figueiredo, que reivindicam uma consulta mais ampla sobre a questão, o prefeito Marcelo Ascoli (PSL) resolveu rever a nomeação, publicada no Diário Oficial, de Otoniel Gabriel para a presidência da Fundação Municipal Indígena.

Muito embora ele tenha recebido o apoio de três dos cinco caciques das aldeias localizadas em Sidrolândia; Córrego do Meio, 10 de Maio na Reserva Indígena Buriti e Nova Tereré, que fica na área urbana, outro grupo ligado à Josimar Clementino, interveio na manhã de hoje durante reunião no Paço Municipal, contrário à sua nomeação.

O vereador Otacir Figueiredo e as lideranças próximas a ele, defendem a escolha de Josimar Clementino, formado em administração de empresas, que atualmente é seu assessor na Câmara.

Diante das posições antagônicas, o prefeito resolveu ampliar o debate para que as comunidades indígenas cheguem a um consenso. Como a criação da Fundação é uma demanda histórica dos índios que está sendo atendida, Ascoli não pretende ter ingerência na escolha do presidente da autarquia, delegando esta tarefa as lideranças das aldeias, envolvendo caciques e o vereador que representa os terena na Câmara.