Fundems vai destinar R$ 1,3 milhão para instalação de unidade de análise do solo no norte de MS

Unidade vai possibilitar o monitoramento dos parâmetros de fertilidade e a identificação das características necessárias para melhorar o manejo e a adubação das duas culturas.

Unidade de pesquisa vai possibilitar o monitoramento dos parâmetros de fertilidade e a identificação das características necessárias para melhorar o manejo e a adubação das duas culturas - Foto: Reprodução/TV Morena

Fundo para o Desenvolvimento das Culturas de Milho e Soja em Mato Grosso do Sul, o Fundems, vai destinar R$ 1,3 milhão do seu orçamento, para um projeto de instalação de uma unidade de análise de solo na região norte do estado. O edital de chamamento público do Conselho Gestor do fundo foi público nesta quinta-feira (26), no Diário Oficial do estado.

Segundo o edital, que é voltado para a seleção de uma Organização da Sociedade Civil (OSC), a unidade vai possibilitar o monitoramento dos parâmetros de fertilidade e a identificação das características necessárias para melhorar o manejo e a adubação das duas culturas na região.

A OSC selecionada receberá o valor para executar o projeto em até 24 meses, sendo que serão aceitas propostas que prevejam a destinação de metade dos recursos, R$ 650 mil em 2018 e o restante, outros R$ 650 mil, em 2019.

As propostas deverão ser enviadas a secretaria estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), entre está quinta-feira e o dia 29 de maio. No dia 30 de maio está prevista a abertura dos envelopes e análise dos projetos. No dia 4 de junho deve ser divulgado o resultado preliminar e no dia 13 de junho o definitivo.

A OSC selecionada, conforme o calendário do chamamento, deverá apresentar até 29 de junho o plano de trabalho e a documentação para a assinatura do contrato.

O fundo

O fundo foi criado pelo governo do estado no fim de 2010 com o objetivo de desenvolver pesquisas e dar suporte tecnológico e de infraestrutura ao setor agrícola. Além de estudos na área, o Fundems tem a finalidade de proporcionar melhorias no processo de produção, armazenamento, comércio e transporte dos grãos e também de propiciar a execução de ações para prevenção e erradicação de doenças que afetam a soja e o milho.

O fundo é administrado por um comitê gestor formado por representantes de entidades do setor produtivo e de órgãos do governo do estado.