Declaração de Diego após vitória do Flamengo freia sonho do Santos

Diego fez um dos gols do Flamengo na vitória por 3 a 0 sobre o Ceará

O meia Diego marcou o terceiro gol da vitória do Flamengo sobre o Ceará - Foto: Staff Images/CRF

Na sexta-feira à noite, Diego foi hostilizado por um grupo de torcedores do Flamengo no embarque para Fortaleza. A notícia chegou ao Santos e dirigentes se animaram pela possibilidade de contar com o meia novamente. Na noite deste domingo, porém, o sonho ficou ainda mais distante de ser realizado.

Diego fez um dos gols do Flamengo na vitória por 3 a 0 sobre o Ceará. Na comemoração, atravessou o campo e correu para os braços da torcida. Ao apito final, deu uma declaração firme.

“Em momento nenhum (pensou em sair). Quando escolhi jogar aqui, estava decidido. Estou realizando um sonho. Então, se tiver que andar escoltado, eu e meus familiares, para vestir essa camisa, vou me sentir cômodo. É um clube maravilhoso. Em momento nenhum pensei em deixar esse clube. Nada vai mudar. Eu amo esses torcedores. Jamais vou esquecer os momentos que me proporcionaram. Não foi uma quase agressão, houve agressão. Mas não podemos generalizar. A torcida do Flamengo é maravilhosa. Gostaríamos de corresponder. Nem sempre conseguimos. Podemos errar na pontaria, mas jamais por omissão. Temos que botar a cara e lutar para que existam outros dias como o de hoje. A torcida deu uma aula hoje de como apoiar. Mais que merecido para eles”, afirmou Diego.

As frases fortes esfriaram o desejo santista. O presidente José Carlos Peres é fã do jogador de 33 anos e gostaria de contar com seu futebol, mas, em rápido contato com a reportagem, disse que é “muito difícil” trazer Diego e que a declaração acima “revela tudo”.

Nas redes sociais, torcedores do Santos se mobilizaram para pedir pelo retorno de Diego. Revelado nas categorias de base do Peixe, o meia foi negociado em 2004, para o Porto-POR, e nunca voltou.