Referência em serviços automotivos, São Geraldo completa 37 anos no Dia do Trabalhador

Inicialmente a São Geraldo começou as atividades na Dorvalino dos Santos, proximidades com a Praça Central.

Lauro Merighi acompanhado da esposa, filhos e do casal, Adolfo Vitor Mura e Glória Aparecida Campos Mura - Reginaldo Rodrigues/Região News

Em primeiro de maio de 1981, há exatos 37 anos, nascia em Sidrolândia a autopeças São Geraldo. Vendo a necessidade do comércio no setor de peças automotivas, o jovem de 26 anos na época, Adolfo Vitor Mura e sua esposa, Glória Aparecida Campos Mura, 21 anos respectivamente, resolveram empreender.

Apesar das dificuldades, o negócio que começou tímido, logo ganhou a preferência da clientela, crescente até os dias de hoje. Foram longos anos de muito trabalho, dedicação e persistência até que a empresa pudesse respirar financeiramente. Inicialmente a São Geraldo começou as atividades na Dorvalino dos Santos, proximidades com a Praça Central.

Ao longo de quase quatro décadas o negócio se transformou numa referencia e novos serviços foram sendo agregada a atividade como, por exemplo, a manutenção veicular; área especializada em reparos e substituição de pecas.

Consolidado no mercado, a empresa passou fazer parte da Rede Âncora, que na prática, é um sistema de padronização das lojas associadas que inclui treinamento e capacitação da equipe, além da forte atuação no segmento de reposição automotiva nas linhas leve, pesada e mista com marcas exclusivas. A Rede é uma das maiores distribuidoras do país e se posiciona entre os principais clientes de seus mais de 100 fornecedores, incluindo os maiores expoentes do setor. 

O sucesso da empresa tem forte ligação com o contexto familiar. Juntos, o casal de empresários Adolfo Mura e Glória Aparecida, dedicou-se ao negócio por mais de três décadas (exatos 33 anos) até que em 2014, Lauro Merighi assumiu a administração da autopeça. Casado com Eleni Mura (filha do casal), Lauro comprou a empresa da qual já tinha sido funcionário na época em que namorava sua futura esposa.

Durante bate papo com a reportagem do RN, Lauro revelou que conheceu Eleni durante um passeio de férias na cidade de Bonito em meados de 2003. Na época tinha pouco mais de 20 anos. Já namorando, em 2004 foi convidado por dona Glória para trabalhar na empresa em Sidrolândia, “sai do banco onde trabalha em Campo Grande e vim pra cá”, conta.

Lauro trabalhou na São Geraldo por três anos, saiu porque passou num concurso público do Ministério do Trabalho, mas acabou retornando a cidade em 2014 para assumir de vez a empresa após negociar a compra com o sogro. “Na verdade não foi bem uma compra. Sr. Adolfo fez um negócio de pai para filho e então, eu e minha esposa decidimos encarar o desafio”, lembra.

Atualmente a empresa possui 20 funcionários e oferece vários serviços no segmento de pneus, serviços automotivos, peças e acessórios. “É uma grande honra dar continuidade a esta empresa que completa hoje 37 anos no mercado e agora, junto com meu sócio Ricardo. Agradeço meus amigos, clientes, colaboradores e todos que confiam em nosso trabalho”, finaliza.