Busca por crédito rural cresce 16% em MS e supera R$ 6,8 bilhões

No Brasil, o montante total de crédito rural contratado foi de R$ 101,92 bilhões.

Maior parte da quantia liberada aos produtores rurais pelas instituições financeiras foi para viabilizar custeio da safra - - Foto: Valdenir Rezende / Correio do Estado

Médios e grandes produtores rurais de Mato Grosso do Sul contrataram R$ 6,84 bilhões de instituições financeiras, de julho de 2017 a março deste ano. Destes, R$ 4,14 bi foram destinados à atividade agrícola e R$ 2,69 bi para a pecuária. O volume total representa 16,3% de aumento em relação a igual período do ano anterior, em que foram liberados R$ 5,88 bi.

Os dados são do Relatório de Financiamento Agropecuário referentes a nove meses de liberação de recursos da safra 2017/2018, elaborados pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). No Brasil, o montante total de crédito rural contratado foi de R$ 101,92 bilhões.

A maior quantia liberada pelas instituições financeiras em MS foi destinada para as operações de custeio, cerca de R$ 4,53 bilhões, e em seguida para investimentos, aproximadamente R$ 1,63 bilhões, o que representa acréscimos de 8,4% e 27,2% respectivamente, com relação ao mesmo período da safra anterior. 
Operações de comercialização e industrialização aparecem logo depois, com R$ 617,8 milhões e R$ 29,08 milhões.

O número de contratações também aumentou no Estado, passando de 26.175 para 26.793 contratos, alta de 2,3%. As contratações para o setor agrícola lideram o ranking: foram firmados 11.852 contratos de julho de 2017 a março de 2018, o que representa aumento de 6,7% em comparação ao ciclo anterior. Já os referentes a pecuária tiveram pequena retração: com 14.941 contratos, houve queda de 0,8%.