Carille defende que vive dilema por conta de condição física de Pedrinho

Em sua defesa, o técnico do Corinthians recorre à condição física do prata da casa, que sofria de déficit nutricional há até pouco tempo.

Pedrinho jogou meia hora contra o Independiente e foi um dos destaques corintianos - Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Fábio Carille já se acostumou a ser cobrado para dar mais oportunidades ao atacante Pedrinho. Em sua defesa, o técnico do Corinthians recorre à condição física do prata da casa, que sofria de déficit nutricional há até pouco tempo.

“O que está faltando para o Pedrinho ser titular é não termos o jogador por 90 minutos. É difícil. Sei que ele não suporta. Era assim nas categorias de base. No profissional, também”, argumentou Carille.

Segundo o treinador, a situação gerou um dilema. “É um jogador de qualidade, mas fica a dúvida: devo iniciar a partida com ele ou terminá-la com ele? O que é melhor?”, questionou.

Carille acha melhor terminar os jogos (ao menos, alguns deles) com Pedrinho. Na derrota por 2 a 1 para o Independiente, por exemplo, ele recorreu ao atleta apenas no segundo tempo, na vaga do lateral esquerdo Sidcley. Antes, impacientou a torcida que queria ver logo o prata da casa em ação ao apostar no meia Marquinhos Gabriel no lugar de Mateus Vital.

Pedrinho foi um raro destaque do Corinthians na partida de pouca inspiração na quarta-feira à noite, em Itaquera. “Ele já jogou mais de 30 minutos. Estamos muito satisfeitos com ele”, incentivou Fábio Carille.

Na manhã de domingo, contra o Ceará, outra vez em Itaquera, Pedrinho poderá ganhar uma chance como titular, já que Carille pretende preservar diversos jogadores. A lesão do atacante Clayson também colabora para que o garoto passe a ser mais aproveitado.