Antes de retorno de Neymar, Cavani relembra problema com brasileiro e pede união no PSG

“Se tenho companheiros que podem ganhar prêmios pessoais, eu vou tentar fazer o máximo, mas é preciso sempre colocar os objetivos da equipe antes”, diz uruguaio em entrevista à rádio RMC

- Foto: Globo Esporte

O retorno de Neymar a Paris nesta sexta-feira é a grande notícia no futebol francês nessa semana. E parece que a volta do craque brasileiro também traz certas lembranças de um passado recente do PSG. Um passado conturbado.... Em entrevista à rádio RMC, o atacante Cavani voltou a tocar na polêmica sobre quem deveria (ou não) cobrar pênaltis no clube da capital.

- É verdade que ocorreu um problema naquele momento com Neymar. Nós conversamos. Eu disse para ele que eu era o primeiro a querer que ele ganhe prêmios individuais. Mas com a condição de colocar em primeiro lugar os objetivos do grupo – afirmou Cavani, para, em seguida, deixar claro que a questão ocorrida em setembro do ano passado o incomodou.

- Eu sou um profissional do futebol, eu não sou uma estrela. Se tenho companheiros que podem ganhar prêmios pessoais, eu vou tentar fazer o máximo, mas é preciso sempre colocar os objetivos da equipe antes – salientou.

Cavani finalizou pedindo mais união no clube que, na próxima temporada, não terá o técnico Unai Emery, que anunciou na semana passada sua saída do clube em junho. Emery foi apontado como um dos causadores para os problemas extracampo por conta da sua falta de pulso.

- Eu tento passar minha mensagem dentro do clube, da equipe. Para mim, o futebol, é como a vida. Tem que dar ao máximo e estar junto. É preciso estar mais unido, mais junto. Precisamos nos expressar mais como grupo e não apenas como equipe. Precisamos ser irmãos, uma família – salientou.