Prefeito assina ordem de serviço para construção de escola no Jardim Paraíso que começa em junho

Prefeito assinou a ordem de serviço das obras que devem estar concluídas até janeiro. Escola fundamental terá 6 salas de aulas.

- Foto: Rafael Brites/Assessoria

A empreiteira Rosa Acorsi Ltda, que venceu a licitação homologada em março, vai iniciar no mês que vem, em junho, a construção de uma escola de seis salas de aulas no Jardim Paraiso, na área onde em 2012 foi construído um centro poliesportivo que acabou abandonado. Em ato realizado ontem, segunda-feira (07), o prefeito Marcelo Ascoli assinou a ordem de serviço das obras que devem estar concluídas até janeiro, ainda em tempo de a nova escola ser inaugurada para atender as crianças da região no próximo ano letivo.

Serão abertas 480 vagas (considerando os turnos matutino e vespertino) de ensino fundamental, numa região onde as crianças só têm como opção estudar nas escolas Porfiria Lopes do Nascimento ou Catarina de Abreu, que ficam no Bairro São Bento. A demanda por vagas deve aumentar a partir da construção de um condomínio com 253 unidades, entre casas e apartamentos no Jardim Paraiso e os 52 lotes urbanizados junto ao Sidrolar.

A construção desta escola chegou a ser iniciada em 2016, quando a empreiteira Nelsão Construtora, que venceu a primeira licitação, começou a terraplanagem, mas a obra foi interrompida e rescindido o contrato. A Prefeitura chegou a fazer gestão junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para dobrar o número de salas de aula (de 6 para 12) e transferir o projeto do Jardim Paraiso para o Carandazal.

Foi feita uma nova licitação que teve como vencedora a Rosa Acorsi Ltda com o orçamento de R$ 1.003.130,21, um pouco acima do valor anterior, R$ 950.542,04, que será completado com a contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 52.588,20. A unidade escolar terá 1.129,64 m² de área construída, abrangendo salas de aula, ala administrativa, banheiros e saguão. Poderá ser aproveitada (desde que revitalizada) a estrutura existente da quadra poliesportiva e vestiário.

 

Vista área da Praça Rubem Suckow, onde deve ser construída a escola a partir de junho. (Foto: Marcos Tomé/Região News)