Sem tempo para recuperação, Daniel Alves está fora da Copa do Mundo

Daniel Alves já realiza tratamento por conta da desinserção no ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Aos 35 anos, Daniel Alves dá adeus às chances de jogar a Copa do Mundo da Rússia - Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Daniel Alves está fora da Copa do Mundo. Após examinar o jogador pessoalmente no CT do Paris Saint-Germain, o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, chegou à conclusão que o lateral-direito não teria condições de se recuperar a tempo para disputar o Mundial da Rússia.

Daniel Alves já realiza tratamento por conta da desinserção no ligamento cruzado anterior do joelho direito. O jogador também tem uma entorse na região, o que agrava ainda mais o seu quadro físico.

Inicialmente, ficou definido que Daniel Alves faria um tratamento específico durante três semas para ser reavaliado pelos médicos. Porém, com o resultado de exames complementares, foi constatada a necessidade de cirurgia, encerrando de vez qualquer chance de o jogador disputar o Mundial.

“A comissão técnica da Seleção Brasileira sente pelo ocorrido e deseja a Daniel Alves uma pronta recuperação para que sua técnica, raça e liderança estejam de volta ao serviço da Amarelinha o mais breve possível”, escreveu a CBF em comunicado oficial.

Com 38 título, Daniel Alves se tornou o jogador mais vitorioso da história do futebol ao ser campeão da Copa da França, na última terça-feira, ironicamente no mesmo dia em que acabou sofrendo a lesão que o tirou da Copa do Mundo, um dos poucos torneios que jamais venceu.

Daniel Alves esteve presentes nos Mundiais de 2010, na África do Sul, e em 2014, no Brasil. Em sua primeira Copa, o lateral-direito foi eliminado nas quartas de final, pela Holanda. Já na última edição, ele integrou o elenco que entrou para a história por conta da derrota por 7 a 1 para a Alemanha, na semifinal.

Com a ausência de Daniel Alves, Tite conta com três outros nomes para a posição. Fagner, do Corinthians, Danilo, do Manchester City, e Rafinha, do Bayern de Munique, brigam por duas vagas. Os dois primeiros levam vantagem pelo fato de terem sido convocados mais vezes pelo treinador do time canarinho. O lateral-direito corintiano, inclusive, será avaliado pelo próprio Rodrigo Lasmar no domingo, já que também sofreu recentemente uma lesão de grau 2 na região posterior da coxa direita.

Confira o comunicado oficial divulgado pela CBF:

Na última quinta-feira (10), o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, e o coordenador, Edu Gaspar, desembarcaram em Paris para um acompanhamento aprofundado da situação médica ocorrida na final da Copa da França com o lateral direito do Paris Saint-Germain, Daniel Alves.

Como vem ocorrendo desde o início do trabalho, a comissão técnica criou uma importante relação com as equipes do Brasil e do exterior, o que permite acompanhamentos técnicos, físicos e clínicos ‘in loco’, além da participação na tomada de decisões.

Seguindo essa linha de trabalho em conjunto, foram realizados exames complementares minuciosos e confirmado o diagnóstico inicial de lesão do ligamento cruzado anterior, com necessidade de tratamento cirúrgico.

Esgotadas todas as alternativas de recuperação dentro do prazo, constatou-se a impossibilidade da convocação de Daniel Alves para o período de preparação, amistosos e, consequentemente, para a Copa do Mundo.

A comissão técnica da Seleção Brasileira sente pelo ocorrido e deseja a Daniel Alves uma pronta recuperação para que sua técnica, raça e liderança estejam de volta ao serviço da Amarelinha o mais breve possível.