Chapecoense vence Flamengo em Chapecó com polêmica

Começando como titular, o peruano viu o time carioca sair atrás no placar, após Canteros aproveitar cruzamento de Apodi e colocar a Chape em vantagem.

Time da Chapeconese comemora gol marcado diante do Flamengo em jogo válido pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro. - Foto: Gazeta Press

Após longo período suspenso, Paolo Guerrero voltou a balançar as redes com a camisa do Flamengo, mas não conseguiu evitar a derrota do time carioca por 3 a 2 para a Chapecoense, na Arena Condá.

Começando como titular, o peruano viu o time carioca sair atrás no placar, após Canteros aproveitar cruzamento de Apodi e colocar a Chape em vantagem. O Fla reagiu na segunda etapa com Guerrero, após falha de Jandrei.

A Chape ficou mais uma vez em vantagem em um lance polêmico: a arbitragem viu puxão de Jonas em Guilherme, e o atacante ex-Botafogo fez o segundo. O jovem Vinicius Junior entrou, e precisou de poucos minutos para fazer o dele e igualar o marcador mais uma vez.

Nos últimos minutos, Leandro Pereira, ex-Palmeiras e Sport, recebeu bola na área, colocou a Chapecoense em vantagem mais uma vez e deu números finais à partida.

O Fla segue líder do campeonato, com 10 pontos, junto de Corinthians e Atlético-MG. A Chapecoense abre vantagem da zona de rebaixamento, com 6 pontos, na 13ª colocação.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Flamengo recebe o Vasco, enquanto a Chape visita o Internacional.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE-SC 3 X 2 FLAMENGO-RJ

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)

Data: 13 de maio de 2018 (Domingo)

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e José Eduardo Calza (RS)

Cartões Amarelos: Rafael Thyere, Douglas (Chape); Marlos, Léo Duarte, Jonas (Fla)

Gols:

CHAPECOENSE: Canteros, aos 22min do 1º tempo; Guilherme, aos 23, Leandro Pereira aos 45 min do 2º tempo

FLAMENGO: Paolo Guerrero, aos 3 min do 2º tempo; Vinícius J., aos 33 min do 2º tempo

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi (Bruno Silva), Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Canteros (Neném); Guilherme (Eduardo), Leandro Pereira e Arthur

Técnico: Gilson Kleina

FLAMENGO: César, Pará (Henrique Dourado), Juan, Léo Duarte e Trauco; Jonas, Jean Lucas (Vinicius Junior) e Diego; Rodinei, Paolo Guerrero e Marlos (Cuellar)