Caminhoneiros ampliam bloqueio e risco de desabastecimento faz sidrolandense fazer fila nos postos

O risco de desabastecimento ficou iminente depois que lideranças dos caminhoneiros, decidiram ampliar o protesto.

Caminhoneiros ampliaram o bloqueio em mais dois pontos. - Foto: Divulgação

Diante do risco iminente de desabastecimento, centenas de motoristas fazem fila em frentes dos postos de combustível de Sidrolândia para garantir uma última tanqueada. Há filas nos postos Vacaria e Pé de Cedro e segundo os frentistas, até às 15 horas todo o estoque de gasolina deve ter acabado. O Auto Posto São Bento não tem mais combustível. No Posto Martinelli, onde os manifestantes se concentram, só restam 500 litros. O litro da gasolina está sendo vendido a R$ 4,75.

O risco de desabastecimento ficou iminente depois que lideranças dos caminhoneiros, que há quatro dias bloqueiam a BR-060, na saída para Maracaju, decidiram ampliar o protesto contra os preços abusivos do óleo diesel, fechando a passagem de caminhões na mesma rodovia, só que na altura do Bolicho Seco, saída para Campo Grande e na MS-162, saída para Quebra Coco. Estes dois novos pontos de bloqueio fecham as duas alternativas por onde os caminhões carregados de cargas estavam passando, driblando a manifestação.

Auto Posto Vacaria enfrenta fila na tarde desta quinta-feira. Foto: Paula Lúcia/Região News

Ontem, quarta-feira, caminhões-tanque abasteceram os postos localizados na área central.

Agora pela manhã, o deputado estadual Pedro Kemp, esteve na cidade, foi na concentração dos manifestantes. Se comprometeu a apresentar indicação propondo ao Governo do Estado a redução do Fundersul incidente sobre os combustíveis. São recolhidos para o fundo R$ 0,15 por litro de diesel comercializado e R$ 0,16 de óleo diesel, valores descontados do ICMS devido.

O bloqueio dos caminhoneiros forçou o fechamento dos dois frigoríficos da cidade, o da Seara (de frango) e o Balbinos (de bovino).

 Confira a reportagem sobre a greve dos caminhoneiros:

Mais de 1300 caminhoneiros aderem à greve em Sidrolândia na paralisação pela redução no preço dos combustíveis. Veja reportagem

Seara Alimentos e Frigorífico Balbinos suspendem abate devido a paralisação do transporte

Publicado por Regiao News em Quarta-feira, 23 de maio de 2018