Sidrolândia para durante carreata pró-caminhoneiros com mais de 700 veículos. Assista

A manifestação percorrerá toda a avenida e terminará no pátio do Posto Martinelli, saída para Maracaju, ponto de concentração dos manifestantes.

O protesto foi convocado de forma espontânea por grupos de whatsapp. - Foto: Celso Benetti/Região News

Mais de 700 veículos praticamente congestionaram o trânsito no centro de Sidrolândia na manhã deste sábado (26) em solidariedade aos grevistas que mantém bloqueada a rodovia BR-060, na altura do Auto Posto Martinelli, desde a última terça-feira, dia 22 de maio. A mobilização já dura 6 dias e mais de 1500 veículos de carga estão estacionados no pátio do posto em protesto ao aumento do combustível.

A carreata saiu por volta das 9h de frente a uma borracharia (de propriedade do empresário Felix Aresi) na saída para Campo Grande. Ao som o Hino Nacional, os manifestantes promoveram "buzinaço" em sinal de alerta na principal avenida da cidade, a Dorvalino dos Santos, contra a corrupção e a alta carga tributária.

Faixas com críticas ao acordo com o Governo Feral; frases de patriotismos e de “intervenção miliar” no Brasil marcaram a mobilização que durou cerca de 2 horas. Puxados por uma máquina agrícola (pulverizador), o comboio seguiu até o entroncamento de acesso a MS-162, complexo industrial da Cotag, região de maior concentração dos grevistas.

Um dos manifestantes, Paulo Cezar de Araújo, demonstrou sua indignação ao revelar que o movimento representa o anseio da população que não suporta mais pagar impostos abusivos. “Nossa manifestação é contra a corrupção e a roubalheira em Brasília. Não é razoável que se pague quase R$ 100,00 num botijão de gás; R$ 5 reais o litro da gasolina. Os impostos servem apenas para manter esses parlamentares lá”, critica.

Ele conta que a manifestação surgiu da indignação das pessoas e que não houve uma organização. Um foi repassando a mensagem para o outro via whatsapp, anunciando que hoje ás 8h30 teria a carreata e acabou nisso. “Uma multidão de gente vieram pra cá”, disse. Assista a reportam completa sobre a manifestação que parou o centro de Sidrolândia.