Grevistas liberam caminhão tanque com 10 mil litros de diesel para atender saúde de Nioaque

A carga seria entregue num posto da cidade que abastece as viaturas da Polícia Civil, Militar e ambulâncias do hospital local.

Momento em que o caminhão tanque é escoltado por policiais rodoviários - Foto: Divulgação

Caminhoneiros que mantém bloqueio na rodovia BR-060 no Auto Posto Martinelli, parados desde a ultima terça-feira (22), entraram num acordo por meio de voto aberto para liberar um caminhão tanque da empresa Taurus, carregado com 10 mil litros de óleo diesel que estava retido na paralisação.

O carregamento de combustível tinha como destino a cidade de Nioaque, distante 123 km de Sidrolândia. A carga seria entregue num posto da cidade que abastece as viaturas da Polícia Civil, Militar e ambulâncias do hospital local. Policiais da PRE (Polícia Rodoviária Estadual) intermediaram as negociações com os grevistas.

O dono do posto se comprometeu não comercializar o combustível a terceiros; só manterá o atendimento a veículos oficiais essenciais a segurança e saúde pública da cidade que entrou em colapso sem o petróleo. No acordo, o empresário garantiu que o caminhão retornará para o pátio do Posto Martinelli após descarregar.

“Nossa manifestação é pacifica e não temos o intuito de prejudicar os serviços essenciais as pessoas. Fizemos uma eleição entre todos os companheiros que estão aqui na luta e resolvemos liberar por se tratar de uma emergência”, disse um grevista que pediu para não ter o nome revelado.