Santos tem pressa por executivo de futebol ‘bom e barato’

O Santos não tem um homem-forte no futebol desde fevereiro, quando demitiu Gustavo Vieira de Oliveira.

Paulo Autuori agrada ao Santos, mas preço não ajuda - Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

O Santos tem pressa para contratar um novo executivo de futebol. A ideia do Peixe é trazer um profissional bom e barato, com salários condizentes à difícil realidade financeira do alvinegro.

Paulo Autuori, que se desligou do Fluminense nesta segunda-feira, agrada ao presidente José Carlos Peres, mas o custo envolvido inflacionaria a folha salarial do departamento de futebol. O treinador, dirigente no Tricolor das Laranjeiras, busca por uma oportunidade fora do Brasil.

O Santos não tem um homem-forte no futebol desde fevereiro, quando demitiu Gustavo Vieira de Oliveira. O presidente Peres centralizou as negociações e, a princípio, acreditou que não havia a necessidade de reposição. Hoje, pensa diferente e crê que as tratativas por reforços dificultam outras atribuições no clube, como as administrativas.

Antes de trazer Gustavo e demiti-lo em 45 dias, o Peixe procurou Rui Costa, da Chapecoense, Diego Cerri, do Bahia, e Thiago Scuro, do Red Bull Brasil. Todos optaram por permanecer à frente de suas equipes.

Atualmente, o departamento de futebol do alvinegro tem o gerente técnico William Machado, o gerente administrativo Sergio Dimas e o coordenador Diego Castro. Nenhum deles cuida da procura por contratações.