Índios antecipam manifestação e se juntam aos caminhoneiros a partir das 9h desta quarta

O ato que estava programado pra começar às 13 horas, foi antecipado para às 9 horas da manhã desta quarta-feira.

- Foto: Marcos Tomé/Região News

Grupo de pelo menos 50 guerreiros terena da Comunidade Indígena Buriti, vai descer para cidade para promover uma manifestação de solidariedade à greve dos caminhoneiros e um protesto para marcar os cinco anos da morte de Oziel Gabriel, morto pela Polícia Federal durante ação de reintegração de posse da Fazenda Buriti.

O ato que estava programado pra começar às 13 horas, foi antecipado para às 9 horas da manhã desta quarta-feira.

Diferentes segmentos da população de Sidrolândia têm saído às ruas em solidariedade ao movimento dos caminhoneiros. No sábado foi realizada uma carreata no centro da cidade; na segunda-feira comerciantes fecharam as portas dos seus estabelecimentos às 15 horas e fizeram um ato na praça central.

Ontem, produtores rurais levarem máquinas e implementos agrícolas para percorrer a Avenida Dorvalino dos Santos, nos dois sentidos.