Mobilização se esvazia com redução de ICMS e fim do apoio dos produtores a caminhoneiros

Nas últimas horas pelo menos 70 caminhoneiros deixaram pátio do Martinelli, único ponto de concentração que ainda se mantém.

Caminhões deixando pátio do Posto Martinelli - Foto: Vanderi Tomé/Região News

O movimento dos caminhoneiros em Sidrolândia chega ao 10º dia esvaziado e com sinais de esgotamento. Foram desativados dois pontos de concentração e bloqueio (em frente da Producel, na BR-060 e na saída para Quebra Coco, MS-162). Nas últimas horas pelo menos 70 caminhoneiros deixaram o pátio do Posto Martinelli, único ponto de concentração que ainda se mantém.

Com a decisão do Sindicato Rural de retirar apoio ao movimento, os produtores, com exceção do ex-presidente da entidade, Osório Straliotto, retiram as máquinas e implementos agrícolas que levaram ontem para lá após uma manifestação pelas ruas da cidade.

Além da perda de apoio dos produtores, o movimento perdeu força diante do anúncio do governador Reinaldo Azambuja, de reduzir de 17 para 12% a alíquota de ICMS do óleo diesel, item da pauta das reivindicações.

Os caminhoneiros continuam com manifestação em 50 pontos de rodovias federais em Mato Grosso do Sul, de acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal). A greve da categoria, inicialmente contra os aumentos sucessivos do diesel, entra hoje em seu décimo dia.

Somente na BR-163, são 21 pontos. Há manifesto em Mundo Novo (km 20), Eldorado (km 39), Naviraí (km 117), Juti (km 172), Caarapó (km 206), Dourados (km 256), Dourados (km 266 e km 281), Rio Brilhante (km 323), Nova Alvorada do Sul (km 373), Campo Grande (km 462, km 477 e km 492), Bandeirantes (km 550), São Gabriel do Oeste (km 614), Rio Verde de Mato Grosso (km 678), Coxim (km 730) e Sonora (km 812 e km 837). Segundo a concessionária que administra a rodovia, não há interdição.

A PRF não soube informar quais são todos os pontos de protesto e nem onde há bloqueio nas rodovias federais. A atualização será feita no decorrer da manhã.

O último balanço das rodovias Estaduais foi ontem com 33 pontos de manifestação. O novo relatório será disponibilizado pela PMRE (Polícia Militar Rodoviária Estadual) às 9h de hoje. Durante a greve dos caminhoneiros, a PRF já escoltou 71 carretas e caminhões pelas rodovias de Mato Grosso do Sul.