PM prende em Sidrolândia suspeitos de terem matado rapaz após briga de trânsito

Polícia Militar prendeu Pedro Martinez Filho, Higor Lopes Ferreira e Cristhian da Silva. Eles são suspeitos de matar a tiros Wictor Hugo.

Suspeitos foram presos em flagrante pela Polícia Militar - Foto: Divulgação/Polícia Militar

A Polícia Militar prendeu na madrugada desta sexta-feira (1º) na entrada da cidade, Pedro Martinez Filho, Higor Lopes Ferreira e Cristhian da Silva Cratiu. Eles são suspeitos de matar a tiros Wictor Hugo Brunet da Mota e balear Miguel Francisco Lopes, ambos de 19 anos, na madrugada de ontem (31) em razão de uma briga de trânsito.

O crime aconteceu no cruzamento da Rua Pará com a Avenida Doutor Nasri Siufi, no Bairro Portal Caiobá, em Campo Grande. Igor mora em Sidrolândia e trabalha num oficina mecânica.

Tanto os autores quanto as vítimas saíam de uma casa de show na região, quando Wictor que tinha como passageiro Miguel, fechou o Chevrolet Kadett com os três suspeitos. Houve uma discussão e as vítimas foram embora, mas no meio do caminho foram surpreendidas pelos tiros disparados por Igor, segundo a Polícia Civil. Wictor foi atingido com dois disparos e morreu no local. Miguel foi socorrido, passou por cirurgia para retirada do projétil e se recupera na Santa Casa.

Após o crime, os suspeitos se envolveram em acidente, atearam fogo no automóvel e fugiram. Conforme o delegado Ricardo Meireles, a prisão dos suspeitos foi realizada pela Polícia Militar após a identificação do proprietário do Kadett.

Na casa de Igor, foram apreendidas o revólver utilizado no crime e mais duas armas, sendo uma delas carabina .44 de uso restrito e 72 munições. Na residência de um dos envolvidos foi localizado um carro com a identificação do número do chassi raspado.

Armas e munições apreendidas com os suspeitos (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Os três presos em flagrante vão responder por porte ilegal de arma de uso restrito e permitido, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo, associação criminosa armada, além de homicídio qualificado por motivo fútil. O crime foi filmado por câmeras de segurança de uma residência no local.