Título ou jogo 5? Mogi e Paulistano se enfrentam em duelo que pode decidir o NBB

Time da capital lidera série melhor de cinco por 2 a 1 e terá primeiro "match point" neste sábado, às 14h.

Yago teve grande atuação no jogo 3 da final do NBB - Foto: Luiz Pires/LNB

A decisão da temporada 2017/2018 do NBB entre Paulistano e Mogi das Cruzes pode ter seu último capítulo neste sábado, às 14h. Liderando a série melhor de cinco por 2 a 1, o Paulistano precisa de mais uma vitória para conquistar o título inédito. Do outro lado, porém, o Mogi busca fazer valer o fator quadra no jogo 4, que será no Ginásio Professor Hugo Ramos, para forçar uma quinta e decisiva partida. Enquanto um está com a corda no pescoço, o outro tem o seu primeiro "match point" e quer finalmente a taça após duas finais frustradas. O SporTV 2 transmite ao vivo, e o GloboEsporte.com acompanha o duelo deste sábado em Tempo Real.

O Paulistano persegue a taça desde 2013/14, quando perdeu a final em jogo único para o Flamengo. No ano passado, a equipe chegou a abrir 2 a 0 em cima do Bauru, teve três oportunidades de fechar a série, mas acabou levando a virada. Nesta temporada, a chance bateu na porta de novo. A partir da 14h, o time da capital tem a chance do título inédito e não quer deixar escapar. Durante a semana, o técnico Gustavo De Conti falou em paciência para o jogo 4 e os jogadores compraram o discurso. A ideia é fazer uma partida segura, com defesa agressiva, sem deixar o rival "gostar do jogo".

Não podemos deixar eles gostarem do jogo. Estamos preparados. A ideia é não deixar o Mogi desgarrar. Se eles abrem uma parcial de 8 a 0, 10 a 0, muda muito o jogo, a torcida vem junto. É determinação, fazer o nosso jogo. Eu tenho o papel de liderar o meu time como armador, colocar todo mundo para jogar, fazer meus companheiros melhores, não deixar a peteca cair, é uma função importante - contou o armardor Elinho.

Nos jogos 2, de vitória do Mogi, Gustavinho comentou que sua defesa havia sido ruim. Depois, mesmo com a boa pegada e a vitória no jogo 3, disse que era possível melhorar. Foi nisso que ele focou. No jogo de transição e no sistema de marcação. O Paulistano chegou em Mogi na sexta-feira e fez um último treino sem a presença de ninguém. Os portões foram fechados e nem a imprensa pôde acompanhar. Tudo para focar exclusivamente na decisão e acertar os últimos detalhes.

Vai ser um jogo difícil, principalmente no lado mental, mas nós sabemos lidar com isso. No Jogo 5 contra Bauru dentro de casa a ansiedade estava muito grande, mas nós conseguimos desempenhar dentro de quadra. Não vamos mudar nosso estilo de jogar - disse o jovem Yago, que ressurgiu na série após um começo abaixo nos dois primeiros jogos.

Do lado mogiano, uma vitória no jogo 4 vale a sobrevida da equipe na série melhor de cinco da decisão. O técnico Guerrinha promete um sistema defensivo agressivo para neutralizar as virtudes do adversário e, por isso, a rotação do elenco é imprescindível para que o time consiga manter o ritmo durante os 40 minutos.

A tendência é rodar mais o time e fazer vários tipos de quintetos em quadra. No basquete dos dias de hoje, para você conseguir jogar com a defesa forte o tempo todo, é preciso uma rotação maior dos atletas para que todos estejam em boas condições físicas em quadra. Às vezes existem fatores que te fazem trocar mais o time, com faltas e deficiência técnica. Mas também o time está bem às vezes e você precisa mexer para dar descanso a alguns jogadores. O importante sempre é quem entra ou quem sai tem que manter o foco o tempo todo – disse o treinador mogiano.

Independentemente do resultado, o jogo deste sábado é o último dos mogianos no Hugo Ramos nesta temporada. Com promessa de casa cheia, a força da torcida será fundamental para a equipe na busca pela vitória.

Torcida é sempre é bom, principalmente em jogos decisivos. A gente tem que colocar a torcida no jogo ao nosso favor. Não podemos deixar o Paulistano vir aqui e fazer o jogo tranquilo que eles tem feito. Se começarmos o jogo firme, a torcida vem junto e dá mais moral ao time – falou o ala Jimmy.