Quatro confessam assassinato de jovem encontrada decapitada em canavial

Um adolescente de 17 anos teria dado golpes de facão no pescoço da vítima.

Lailla estava desaparecida há dois dias - Foto: Reprodução

Dois jovens, de 24 e 21 anos, além de dois adolescentes, de 17 e 15 anos, foram presos e apreendidos pela Polícia Civil e Militar neste sábado (2), em Sonora, suspeito de estarem envolvidos no assassinato de Lailla Cristine de Arruda, de 19 anos, encontra decapitada na tarde desta sexta-feira (1) em um canavial.

Conforme informações da Polícia Civil repassadas ao Jornal Midiamax, o jovem de 24 anos e o de 21 colocaram a vítima dentro de um carro, modelo VW Gol, preto, e a levaram para a região do canavial junto aos adolescentes.

Ainda segundo a polícia, o adolescente de 17 anos que teria dado diversos golpes de facão no pescoço de Lailla até decapitá-la. Os quatro envolvidos confessaram o crime e relataram que a motivação foi devido a rivalidade entre facções criminosas. A jovem já estava sendo ameaçada por facção de Sonora por ter ligação com outra facção rival atuando em Mato Grosso.

Eles responderão por homicídio duplamente qualificado, motivo torpe e recurso que dificultou ou impossibilitou a defesa da vítima.

O crime

O corpo de Laila Cristina de Arruda, de 19 anos, foi encontrado decapitado na tarde desta sexta-feira (1º), em uma plantação de cana-de-açúcar, próxima ao Rio Confusão, em Sonora. A jovem estava desaparecida há dois dias.

De acordo com informações do site Edição MS, o corpo de Laila foi encontrado por volta das 14 horas e estava com as mãos amarradas para trás.

Em uma semana esta é a segunda morte associada ao crime organizado na cidade. No dia 25, um menino de 14 anos foi morto por um adolescente de 17 após desentendimento por causa de uma mulher.