Até o fim da Copa, Palmeiras perde Keno e não deve ter Diogo

Os dois atletas sentiram problemas musculares no posterior da coxa direita no clássico contra o São Paulo.

- Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Em meio ao treino animado de reapresentação do Palmeiras após a vitória no Choque-Rei, a torcida do Verdão recebeu duas notícias ruins. Em conversa com os jornalistas, o médico Gustavo Magliocca explicou as situações de Keno e Diogo Barbosa, que devem voltar apenas após a Copa do Mundo da Rússia.

Os dois atletas sentiram problemas musculares no posterior da coxa direita no clássico contra o São Paulo. O lateral-esquerdo tem um edema (inflamação) no local e o prazo de retorno é de até 15 dias, podendo ser menor de acordo com a resposta do atleta.

Já a situação do atacante é um pouco mais complicada. Keno teve uma lesão estrutural de grau 1 (inferior à de Moisés, por exemplo, que teve uma de grau 3) e o tempo estimado de retorno é de três a quatro semanas.

De qualquer forma, restando apenas nove dias até o último jogo do Palestra antes da parada para a Copa do Mundo da Rússia, ambos deverão usar o período sem partidas para se recuperar. Os três duelos alviverdes antes da pausa serão contra Grêmio, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Sul, Ceará (domingo) e Flamengo (quarta-feira da outra semana).

A tendência é que Victor Luis e Hyoran sejam os escolhidos por Roger Machado para disputar as três partidas finais.