Homem que matou namorada em Minas Gerais comete suicídio na cadeia de Sidrolândia

Suspeita-se que Eduardo tenha usada a própria camiseta para cometer suicídio. Ele foi preso na quarta-feira.

Eduardo Carvalho de Oliveira, 35 anos, estava foragido do sistema penitenciário de Minas Gerais - Foto: Reprodução/PM

Eduardo Carvalho de Oliveira, 35 anos, foragido do sistema penitenciário de Minas Gerais, foi encontrado morto na manhã de hoje numa das celas da cadeia pública de Sidrolândia por enforcamento. Um colega de cela, por volta das 5h da manhã, chamou atenção dos policiais após se deparar com o homem já sem vida sentado escorado no gradil.

Suspeita-se que Eduardo tenha usada a própria camiseta para cometer suicídio. Segundo o delegado titular da DEPOL da cidade, Carlos Trevillin, o corpo do detento foi levado para Instituto de Medicina e Odontologia Legal (IMOL) de Campo Grande.

Prisão

Uma guarnição da Polícia Militar (PM) prendeu no início da tarde da última quarta-feira (6) em Sidrolândia, Eduardo Carvalho de Oliveira. Ele morava na cidade, onde se casou e vendia sanduiche natural, assumindo a identidade de Ítalo Caixeta, com um RG falsificado emitido pelo Instituto de Identificação de Goiás.

Os policiais em ronda de rotina pela cidade por volta das 13h30 desta quarta-feira, abordaram o rapaz que dirigia um GM Prisma de placa MHT-2831, na esquina das ruas Paraná e Cuiabá. Ao perceber a aproximação da viatura ele fez uma manobra brusca no veículo e isto despertou suspeitas.

Eduardo, a verdadeira identidade do rapaz, em 2006 foi condenado a 17 anos de prisão, por ter matado em 2003, uma ex-namorada, Thais Rodrigues de Oliveira e baleado Cicero Aguiar Pereira, com quem a vítima mantinha relacionamento amoroso na época do homicídio. O crime foi no dia 1º de janeiro de 2003, no pátio do posto de combustível 2.000, na Avenida Tancredo Neves, em Vazante, cidade a 500 quilômetros da capital, Belo Horizonte.