Bianchi defende Caballero e diz: 'Vi um Messi muito apagado, como nunca'

Ex-treinador do Boca Juniors, que também atuou pela seleção argentina, afirma que manteria Caballero para jogo contra a Nigéria: "O que aconteceu foi um acidente"

Lionel Messi ficou muito apagado na partida entre Argentina e Croácia - Foto: REUTERS/Ivan Alvarado

Ex-jogador da seleção argentina e quatro vezes campeão da Libertadores como técnico de Velez Sarsfield e Boca Juniors, Carlos Bianchi está credenciado a opinar sobre o futebol no país. E foi o que ele fez em sua coluna no jornal argentino "Clarín". Após a derrota da seleção albiceleste por 3 a 0 para a Croácia, Bianchi afirmou nunca ter visto Lionel Messi tão sumido em campo.

- Vi um Messi muito apagado, como nunca. Não sei o que aconteceu. Tinha que estar dentro do grupo para opinar com mais fundamento. Confirmou-se novamente que se ele não aparece, a seleção custa a criar algo.

 

Surpreendemente, Bianchi disse que manteria o goleiro Caballero - que falhou grosseiramente no primeiro gol feito pela Croácia - para o jogo contra a Nigéria, na próxima terça-feira. Contudo, o ex-técnico revelou que faria mudanças nos jogadores de linha.

- Ao contrário do que muitos pensam, eu manteria o goleiro. Aos quatro minutos, nos salvou do 0-1. O que aconteceu foi um acidente. No 0-2 conseguiu tocar na bola, ainda que com a mão ruim, em um chute muito difícil do Modric. E no 0-3 também pegou a primeira. No rebote ficou sozinho contra três rivais. A partida contra a Nigéria se ganha trocando jogadores de campo, não o goleiro.

Para se classificar para as oitavas de final, a Argentina precisa vencer o jogo contra a Nigéria e torcer por uma combinação de resultados. A classificação não é tão improvável assim, mas seria importante que a Islândia não vencesse a Nigéria nesta sexta. A preocupação é com o psicológico da equipe após a devastadora derrota para a Croácia.