Phillipe Coutinho pode atingir marca histórica e pé-quente contra Sérvia

Meia tenta fazer gols em todos os jogos da fase de grupos da Copa do Mundo, feito que só Ronaldo, Rivaldo, Romário e Jairzinho alcançaram, e sempre em anos de título brasileiro

Phillipe Coutinho: arma da Seleção na Copa do Mundo - Foto: André Mourão / MoWA Press

Ronaldo e Rivaldo em 2002; Romário em 1994; Jairzinho em 1970. Só esses quatro jogadores conseguiram fazer gols nos três jogos da fase de grupos da Copa do Mundo. O quarteto pode virar quinteto se Philippe Coutinho, em fase de intimidade profunda com o gol, marcar sobre a Sérvia, na partida decisiva desta quarta-feira, em Moscou.

Melhor ainda: sempre que isso aconteceu, a seleção brasileira foi campeã.

Um dos maiores destaques da equipe no Mundial até agora, Coutinho fez o gol do empate de 1 a 1 com a Suíça e o primeiro, que tirou o time do sufoco na vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica. No último amistoso antes da Copa, marcou também nos 3 a 0 diante da Áustria.

 

Seu protagonismo é tão escancarado que as decisões de Tite sobre a formação da Seleção passam diretamente por ele. Ainda insatisfeito com o setor de criação, o técnico entende que precisa de mais equilíbrio no meio-campo, e sabe que o caminho poderia ser a entrada de Renato Augusto, ou até mesmo de Fernandinho.

Só que para isso Coutinho teria de voltar à direita, posição onde também se destacou no início da trajetória de Tite. A comissão técnica quer evitar essa nova alteração em suas funções.

Em 2002, ano do penta, Ronaldo e Rivaldo formaram uma dupla letal, e ambos fizeram gols em cima de Turquia, China e Costa Rica. Avassaladores. No tetra, em 94, o baixinho Romário brilhou incessantemente desde a fase de grupos, quando marcou contra Rússia, Camarões e Suécia. No tri, então, em 70, Jairzinho fez gols em todos os jogos, um recorde até hoje.

Veja as informações da seleção brasileira para a partida contra a Sérvia:

Local: estádio do Spartak, em Moscou
Data e horário: quarta-feira, às 15h (de Brasília)
Escalação: Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo; Casemiro; Paulinho, Philippe Coutinho, Willian e Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite
Pendurados: Casemiro, Coutinho e Neymar
Desfalques: Danilo (lesão no quadril) e Douglas Costa (lesão muscular na coxa direita)
Arbitragem: Alireza Faghani, auxiliado por Reza Sokhandan e Mohammed Mansouri (todos do Irã)
Transmissão: TV Globo (narração de Galvão Bueno; comentários de Casagrande, Ronaldo e Arnaldo Cézar Coelho; reportagens de Tino Marcos, Mauro Naves e Marcelo Courrege), SporTV (narração de Milton Leite; comentários de Muricy Ramalho, Maurício Noriega e Petkovic; reportagens de Eric Faria e Marcelo Courrege) e GloboEsporte.com
Tempo Real: GloboEsporte.com, a partir de 13h