Japão é derrotado pela Polônia, mas avança às oitavas de final

O Japão começou a partida se lançando ao ataque. Rondando a área polonesa, criou a primeira oportunidade aos 12 minutos.

- Foto: Philippe DESMAZES /AFP

Nesta quinta-feira, Japão e Polônia entraram em campo pela terceira e última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo da Rússia. Na Arena Volgogrado, melhor para os europeus, que mesmo já eliminados, venceram os asiáticos por 1 a 0 e se despediram da Rússia de maneira honrosa. O gol do jogo foi marcado pelo zagueiro Jan Bednarek.

O resultado, porém, não elimina a seleção nipônica do Mundial, visto que, na outra partida do grupo, a Colômbia bateu Senegal por 1 a 0 e acabou com o sonho de classificação da seleção africana. Os orientais terminam a primeira fase com a mesma pontuação, saldo de gols e gols feitos dos senegaleses. Porém, levam a melhor no quesito Fair Play, já que receberam um cartão amarelo a menos, o suficiente para avançarem na competição.

O adversário na próxima fase sai do confronto entre Inglaterra e Bélgica, que, já classificadas, disputam a liderança do Grupo G ainda nesta quinta-feira. Como terminaram em segundo lugar do Grupo H, os japoneses enfrentarão a seleção que vencer, ou terminar na primeira colocação. Quem perder, ou ficar no segundo lugar, será adversário da Colômbia na próxima fase.

Japão começa melhor, mas Kawashima salva com defesa brilhante

O Japão começou a partida se lançando ao ataque. Rondando a área polonesa, criou a primeira oportunidade aos 12 minutos. Pela esquerda, Nagatomo cruzou na cabeça de Okazaki, cuja finalização acabou sendo desviada pela zaga adversária. No minuto seguinte, Muto arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Fabianski a cair no canto esquerdo para espalmar.

A Polônia equilibrou a partida, tentando ficar mais com a bola. E só não abriu o placar porque o goleiro Kawashima fez uma das defesas mais brilhantes da Copa do Mundo até o momento. Em cruzamento pela direita, Grosicki colocou a cabeça na bola e viu o goleiro japonês voar em seu canto direito para evitar o gol.

O Japão tratou de responder pouco depois. Após boa trama pela direita, a bola foi tocada para Usami na entrada da área. O meia girou para cima da marcação levou para a direita e, já meio sem ângulo, tentou um chute cruzado. O chute acabou levando mais perigo que o esperado, mas Fabianski estava ligado no lance e conseguiu espalmar.

Polônia se despede da Rússia de forma honrosa

A etapa final teve um início mais equilibrado. Os japoneses continuaram marcando em cima e a Polônia mostrou dificuldade para sair da pressão dos rivais. Porém, os europeus subiram de produção e aproveitaram a bola parada para marcar o primeiro gol do jogo. Pela esquerda, Kurzawa levantou na área e Bednarek entrou livre para desviar. O zagueiro colocou a perna direita na bola e abriu o placar em Volgogrado.

O Japão teve de tomar a iniciativa do jogo, mas as limitações de seu ataque dificultaram as ações ofensivas diante de uma já fechada defesa polonesa. E foi em contra-ataque que os europeus por pouco não ampliaram a contagem. Pela direita, Grosicki arrancou livre e tocou na hora certa. Entrando pelo meio, Lewandowski se esticou, mas tocou errado na bola e desperdiçou a chance de frente para Kawashima.

E Kawashima voltou a salvar os japoneses pouco depois. Aos 35 minutos, Grosicki fez ótima jogada pela direita, chegou à linha de fundo e cruzou rasteiro. Na tentativa de interceptar o cruzamento, Makino acabou desviando contra a própria meta, assustando o goleiro de sua equipe, que conseguiu afastar o perigo.

A Polônia segurou o placar até o fim e, mesmo desclassificada, conseguiu encerrar sua participação na Copa do Mundo da Rússia de forma digna.

FICHA TÉCNICA
JAPÃO X POLÔNIA

Local: Arena Volgogrado, em Volgogrado (Rússia)
Data: 28 de junho de 2018 (Quinta-feira)
Horário: 11h(de Brasília)
Árbitro: Janny Sikazwe (Zâmbia)
Assistentes: Jerson dos Santos (Angola) e Zakhele Siwela (África do Sul)

Cartões amarelos: Makino (Japão)

Gols: Bednarek, aos 14 do 2T (Polônia);

JAPÃO: Eiji Kawashima; Hiroki Sakai, Maya Yoshida, Tomoaki Makino e Yuto Nagatomo; Gaku Shibasaki, Gotoku Sakai, Hotaru Yamaguchi e Takashi Usami (Takashi Inui); Yoshinori Muto (Makoto Hasebe) e Shinji Okazaki (Yuya Osako).
Técnico: Akira Nishino

POLÔNIA: Lukasz Fabiański; Artur Jędrzejczyk, Jan Bednarek, Kamil Glik e Bartosz Bereszynski; Grzegorz Krychowiak, Jacek Goralski, Rafal Kurzawa (Sławomir Peszko), Piotr Zielinski (Lukasz Teodorczyk) e Kamil Grosicki; Robert Lewandowski.
Técnico: Adam Nawalka